Banner

Saudação

Sejam Bem-Vindos! Hoje é

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Lumia 930, um Windows Phone com hardware e visual caprichados




O Lumia 930 marca presença na primeira leva de aparelhos da Microsoft a sair de fábrica com o Windows Phone 8.1. Mas a nova versão da plataforma, nem de longe, é a sua principal atração.
A novidade também vem com especificações de hardware respeitáveis, incluindo aí a sua agradável tela de 5 polegadas e câmera traseira com tecnologia PureView. O design externo também enche os olhos.
No Brasil, o modelo chegou oficialmente ao varejo em agosto de 2014 com preço sugerido de R$ 1.899, mas já é relativamente fácil encontrá-lo por menos de R$ 1.700.
Com ou sem desconto, o Lumia 930 vale a pena? A tela é realmente um ponto forte do modelo? Será que a bateria dá conta de especificações tão generosas? A câmera faz bonito mesmo? Eu testei o dispositivo por duas semanas para encontrar as respostas para estas e outras questões. Confira as constatações a seguir.

Design e pegada

Considerações estéticas são sempre muito pessoais, mas acho que você irá concordar comigo que o Lumia 930 é um aparelho bem desenhado e com ar de sofisticação.
Mérito dos traços simples, sem exagero de curvas, e de uma peça-chave: a borda metálica – de alumínio, mais precisamente – que envolve todas as laterais. Ainda que remeta ao iPhone 5/5s, é este detalhe que faz o Lumia 930 transmitir a sensação de robustez.
Lumia 930
A traseira é de policarbonato fosco, característica que, junto à leve curvatura da tampa nas extremidades, te ajuda a segurar o dispositivo com firmeza, mas só um pouco: no final das contas, você acaba se atendo à borda metálica para encaixá-lo na mão. Se a superfície desta fosse curvada, provavelmente, a pegada seria ainda mais segura e confortável.
O aparelho testado para este review possui traseira branca. É difícil deixar marcas de dedo ali, por outro lado, sujeirinhas aderem facilmente à superfície. Mas vale destacar que, no Brasil, a Nokia também oferece o modelo na cor preta e, mais recentemente, em tom laranja, embora eu tenha ficado com a impressão de que este último não combina muito com a borda de alumínio.
Lumia 930
Como é típico da linha Lumia, todos os botões físicos – liga/desliga, controle de volume e câmera – do 930 ficam na lateral direita. A parte superior dá acesso à saída P2 para fones de ouvido e à entrada do chip da linha telefônica (tipo nano-SIM).
A traseira não é removível, portanto, faz sentido este slot estar ali. Aliás, a Microsoft fez um bom trabalho com ele: a bandeja do cartão é facilmente retirável, não sendo necessário nenhum acessório para puxá-la ou encaixá-la de volta.
Lumia 930
Em termos gerais, o que talvez mais incomode no Lumia 930 é o seu peso: com 167 gramas, o modelo não está entre os topos de linha mais leves do mercado. Tendo 9,8 mm, a espessura também mostra que não é o seu ponto forte.
Na parte frontal, a Microsoft manteve os botões do sistema – Voltar, Home e Buscar – de maneira fixa, logo abaixo da tela. Não sei quanto a você, mas eu prefiro assim. Em alguns modelos mais recentes, a companhia aumentou ligeiramente a resolução para integrar estes botões à interface do sistema. Se é para ter mais espaço na tela, que seja para ampliar a área útil.
Lumia 930

Tela

No grandalhão Lumia 1520, outro topo de linha, a Microsoft optou por uma requintada tela IPS. Com o Lumia 930, no entanto, a companhia preferiu voltar ao AMOLED.
Trata-se de um painel AMOLED dos bons, convém frisar: as cores são vivas, mas não exageram na saturação, e os níveis de contraste, assim como os tons de preto, são bastante satisfatórios.
Tendo 5 polegadas de tamanho, a tela do Lumia 930 se daria bem com a resolução HD, mas a Microsoft seguiu a tendência dos flagships atuais e botou 1920×1080 pixels ali. Muito melhor! Esta combinação faz o display apresentar densidade de 441 ppi. Consequentemente, distinguir pixels é uma missão quase impossível.
A tela também se sai bem em ambientes bastante iluminados. Em uma área aberta, com forte incidência de luz solar, foi possível enxergar as informações no display sem grande esforço (vide a imagem abaixo). Olhar para a tela a partir de ângulos variados também é uma experiência agradável. Neste ponto, até há alguma perda de tonalidade, mas muito discreta.
Lumia 930
No resumo da ópera, a tela do Lumia 930 deve pouco ou nada a um painel IPS sofisticado em termos de qualidade visual. A tecnologia Gorilla Glass 3 também está presente para reforçar a resistência contra arranhões e impactos não muito intensos.
Há ainda um detalhe discreto, mas que não passa despercebido ao olhar mais atento: o vidro que recobre a tela tem uma leve curvatura nas extremidades. Trata-se apenas de uma característica estética, que não atrapalha em nenhum aspecto. Na verdade, a superfície da tela tem uma textura bastante suave e que facilita o deslizar dos dedos.
Lumia 930

Câmera

Com sensor de 20 megapixels, lente Carl Zeiss de seis elementos, estabilização óptica e a tão chamativa tecnologia PureView, a câmera do Lumia 930 divide com a tela os pontos fortes do modelo.
O tamanho do sensor é de 1/2,5 polegadas, a média para smartphones com câmeras mais sofisticadas. Por outro lado, o Lumia 930 tem abertura de f/2,4, enquanto muitos modelos já oferecem f/2,0.
Lumia 930
Para quem não se prende muito aos detalhes técnicos, o importante é saber que, sim, a câmera do Lumia consegue fazer bonito na maioria das situações. Nas fotos diurnas, as imagens apresentam ótima definição, boa fidelidade de cores e quase nenhum ruído, mesmo em condições de iluminação apenas medianas.
Eventualmente, você pode notar excessos em alguns aspectos, como tonalidades que fazem a foto parecer mais escura. A salvação aqui são os ajustes manuais que o sempre ótimo app Lumia Camera propicia.
Teste de câmera - Lumia 930Teste de câmera - Lumia 930Teste de câmera - Lumia 930
Os smartphones com PureView costumam fazer boas noturnas. Com o Lumia 930 não é diferente. E há um reforço substancial aqui: a iluminação flash é do tipo LED duplo, que ajuda não só na diminuição do ruído, mas também torna o foco mais rápido.
A estabilização óptica desempenha bem a sua função, mas é na gravação de vídeo que o recurso faz grande diferença, embora a correção de movimentos mais bruscos crie um efeito estranho, como se a imagem tivesse sido levemente torcida em determinado ponto.
Felizmente, não é nada que desabone a qualidade dos vídeos. Além da estabilização óptica, a câmera pode ser auxiliada por recursos que dão aquela incrementada na gravação. Você pode contar, por exemplo, com som estéreo direcional e ativação do flash durante as filmagens.

O vídeo de exemplo foi registrado em 1080p, mas a futura atualização de software Lumia Denim promete fazer o Lumia 930 suportar gravações com resolução 4K.
De modo geral, é possível gerar fotos e vídeos excelentes com os modos automáticos da câmera do Lumia 930. Porém, os melhores resultados requerem uma boa dose de paciência para que você consiga encontrar os ajustes certos para cada tipo de situação.
Foto com ampliação de 65%
Foto com ampliação de 65%
Além de disparar fotos, o botão físico dedicado à câmera também pode ser usado para acioná-la rapidamente, mesmo com o aparelho bloqueado, como você deve saber. No Lumia 930, basta pressionar o botão por apenas dois segundos para o Nokia Camera estar pronto para uso, um intervalo de tempo muito bom.
A câmera frontal também marca presença no modelo, mas não foge do básico: seu sensor é de 1,2 megapixel e é capaz de gravar vídeos em 720p.

Software

Por vir com o Windows Phone 8.1, o Lumia 930 conta com alguns recursos que já são triviais em outros sistemas operacionais móveis, mas que faziam falta na plataforma da Microsoft.
A área de notificações acessível pela barra no topo da tela é uma delas. Além de dar acesso rápido às últimas mensagens, às atualizações de aplicativos e outras informações relevantes, esta central oferece atalhos para determinadas funções, como ajuste do brilho da tela, redes Wi-Fi e Bluetooth. É possível personalizar estas funções nas configurações do sistema.
Windows 8.1: mais Tiles, área de notificações e assistente Cortana que só fala inglês (embora já reconheça alguns comandos em português
Windows 8.1: mais Tiles, área de notificações e assistente Cortana que só fala inglês (embora já reconheça alguns comandos em português)
Outras novidades incluem suporte a mais “Tiles” na tela principal, a assistente de voz Cortana (que, por enquanto, só funciona a contento em inglês) e teclado virtual com escrita deslizante no melhor estilo Swype ou SwiftKey.
Lumia Camera, HERE Maps, MixRadio e outros aplicativos marcantes da Nokia não ficaram de fora. Entretanto, senti falta do Nokia Glance, ferramenta que exibe discretamente notificações e outras informações úteis quando o aparelho está com a tela bloqueada.
MixRadio, HERE Maps e agenda
MixRadio, HERE Maps e agenda
Pelo o que eu consegui apurar, o Lumia 930 não recebeu o Glance porque o recurso não funciona com o tipo de painel AMOLED do modelo. A Microsoft poderia ter optado por uma tela semelhante à usada no Lumia 1520 (este sim compatível com o Glance), mas esta poderia afetar negativamente a autonomia da bateria.

Desempenho

O Lumia 930 é equipado com chip quad-core Snapdragon 800 de 2,2 GHz, GPU Adreno 330 e 2 GB de RAM. A soma desta combinação com a otimização do Windows Phone não poderia ter dado outro resultado: o aparelho se comportou muito bem na execução de todas as suas tarefas.
Nos testes feitos, não ocorreram “engasgadas”, travamentos ou demora para abrir aplicativos. O jogo Asphalt 8: Airborne, por exemplo, que exige bastante do hardware, rodou de maneira fluída, sem sacrificar a jogabilidade ou detalhes visuais.
Me incomodou, por outro lado, a facilidade com a qual o smartphone aquece durante a execução de aplicativos mais pesados. Não é nada suficiente para “queimar as mãos”, é bom dizer, mas em situações do tipo, muita gente se sente impelida a interromper a tarefa por temer que o aquecimento danifique o aparelho.
A Microsoft só oferece o Lumia 930 com 32 GB para armazenamento de dados. Destes, pouco mais de 25 GB estão disponíveis ao usuário. Considerando a média do mercado, este é um espaço generoso e que, pelo menos na maioria dos casos, consegue compensar a falta de suporte a cartões microSD.

Bateria

A bateria do Lumia 930 não chega a decepcionar, mas tendo 2.420 mAh, deixa a impressão de que poderia ter autonomia um pouco maior.
Na tentativa de simular um dia típico de uso, executei as seguintes tarefas: reprodução do filme Salt (1h40min) via Netflix com Wi-Fi ativado e tela com brilho máximo, streaming de áudio via MixRadio durante 1 hora, 30 minutos de jogatina com o game Asphalt 8: Airborne, uso do Internet Explorer por 20 minutos, chamada de 10 minutos e utilização do HERE Maps durante uma viagem de carro por cerca de meia hora.
Ao final de todas estas tarefas, a carga da bateria do Lumia 930 havia pulado de 100% para 29%. O HERE Maps foi o aplicativo mais exigente: antes de sua execução, o nível da bateria estava em 50%, aproximadamente.
Na prática, você provavelmente conseguirá manter o smartphone um dia inteiro longe da tomada, desde que tome cuidado com a execução de aplicativos exigentes.
Na recarga, o Lumia 930 demorou 3h06min para ir de 5% a 100%. Em relação a este aspecto, vale mencionar que o aparelho é compatível com recarregamento via indução, embora os acessórios destinados a este fim não tenham sido testados.

Conclusão

Para quem simpatiza com o Windows Phone e faz questão de um smartphone parrudo, o Lumia 930 desponta fácil como uma opção a ser considerada.
Lumia 930
A Microsoft fez um trabalho primoroso com a tela, a câmera entrega fotos e vídeos bastante convincentes – especialmente depois que você fica íntimo dos ajustes – e o desempenho do aparelho nas mais diversas aplicações é impecável, ainda que o usuário tenha que direcionar um olhar vigilante à bateria.
Para um aparelho topo de linha, a média de preços do Lumia 930 está dentro do razoável – como informado no início do review, não é difícil encontrá-lo por menos de R$ 1.700.
É fato que há alguns deslizes. O Glance, por exemplo, não é imprescindível, mas seria interessante contar com esta ferramenta. Além disso, o Lumia 930 não é acompanhado de fones de ouvido. Pelo preço cobrado, a Microsoft poderia ter incluído pelo menos um modelo básico.
Mas, perto do que o Lumia 930 oferece, estes aspectos acabam não sendo desabonadores. Do ponto de vista técnico, o fator mais limitante recai sobre a plataforma: o Windows 8.1 apresenta um amadurecimento significativo e o seu ecossistema de aplicativos vem melhorando mês a mês, mas, para muita gente, o Android e o iOS continuam sendo mais relevantes nestes aspectos.
Se este não for o seu caso e se o orçamento permitir, dá para apostar no Lumia 930 sem pensar duas vezes.

Especificações

  • Bateria: 2.420 mAh;
  • Câmeras: traseira de 20 megapixels, frontal de 1,2 megapixel;
  • Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11ac, GPS, NFC, Bluetooth 4.0 e microUSB 2.0;
  • Dimensões: 137x71x9,8 mm;
  • GPU: Adreno 330;
  • Memória externa: não há;
  • Memória interna: 32 GB (cerca de 25 GB livres);
  • Memória RAM: 2 GB;
  • Peso: 167 gramas;
  • Plataforma: Windows Phone 8.1;
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 800 quad-core com 2,2 GHz;
  • Sensores: acelerômetro, bússola, giroscópio e proximidade;
  • Tela: AMOLED de 5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels (441 ppi) e proteção Gorilla Glass 3.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...