Banner

Saudação

Sejam Bem-Vindos! Hoje é

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

## COMUNICADO IMPORTANTE PARA TODOS OS VISITANTE DO SITE ## CONFIRA AGORA [ . . . ]





Olá, aqui quem fala é o administrador e fundador do Site, Marcos Vinicius Assis. Bom primeiramente gostaria de AGRADECER A TODOS QUE NOS ACOMPANHA. E neste comunicado, venho explicar a falta de atualização do nosso site, estamos com um pequeno problema na internet e nos servidores do SITE [ Tudo Pra Seu PC™ ]. O problema esta quase resolvido, mais vai demorar mais um pouco. e assim que retornamos vamos fazer uma grande atualização em nosso site. . .. MAS NÃO DEIXE DE NOS VISITAS .. . . 

 Para mais informação ligue para: (71) 8138-5021, falar com Marcos 


  OBRIGADOS A TODOS [ . . . ]

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Claro é multada em R$ 30 milhões por problemas com SAC




A Claro descumpriu regras do SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) e, por conta disso, foi condenada pela Justiça a pagar R$ 30 milhões em danos morais coletivos. Ainda cabe recurso, mas a operadora disse ao UOL que não se pronunciaria a respeito.
Houve condenação por que, em apenas seis meses de vigência do decreto que regulamenta o SAC (o de nº 6.523/2008), tanto Procons, quanto Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) receberam 566 queixas contra a operadora em relação ao atendimento dado aos clientes.
De acordo com dados do Sinditec (Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor), entre janeiro de 2009 e abril de 2011 aumentou em 127% a quantidade de reclamações contra a Claro, indo de 1.031 para 2.347. A média de todas as outras empresas foi de apenas 9%.

Empresas chinesas ameaçam domínio de Samsung e LG no mercado de TVs

tvs


Samsung e LG ainda são as duas grandes empresas no ramo de televisores a serem batidas. Mas, recentemente, elas começaram a perceber a ameaça de empresas chinesas que até pouco tempo não tinham nenhuma notoriedade.
Enquanto as gigantes coreanas se ocupam em desenvolver novas e caras TVs com telas OLED, pequenas empresas chinesas começaram a fabricar televisores UHD (Ultra high definition) melhores que as de LCD e mais baratas que as OLED, segundo a Reuters.

OLED
Até o ano passado, o mercado de TVs UHD era quase inexistente, com apenas 33 mil unidades vendidas em maio a um oceano de 200 milhões de TVs LCD no mercado. De lá pra cá, no entanto, esse pequeno mercado já aumentou 20 vezes, segundo dados da empresa de pesquisa IHS.

Bom e barato

Clientes chineses que querem televisores com maior definição e mais brilhantes, mas que não podem pagar o preço do OLED, vêm apostando em produtos de empresas locais como a BOE Technology Group Co Ltd e a CSOT, unidade de LCD da TCL Corp.
Por enquanto, a LG e Samsung ainda dominam o mercado de TVs, e a tecnologia OLED, que vem aos poucos sendo introduzida, oferece margens de lucro maior. O risco, no entanto, é que até que as telas OLED fiquem mais baratas, as TVs UHD das fabricantes chinesas ganhem um espaço ainda mais considerável no mercado.
UHD
As telas OLED são definitivamente melhores e possuem um grande potencial. Brilhantes, elegantes e finas, elas podem até ser curvadas, oferecendo uma experiência incrível. No entanto, elas ainda são bem caras. Na China, enquanto um modelo UHD de 55 polegadas custa em torno de US$ 1.800, uma TV OLED de tamanho similar chega a custar US$ 10.000.

Boas margens de lucro

Apesar dos preços baixos, esse mercado ainda é bem lucrativo. No segundo trimestre de 2013, terminado em junho, a BOE Technology divulgou margens de lucro operacional de 8,9%, enquanto a CSOT, uma unidade da TCL Corp, maior fabricante de TVs da China, apresentou margens de 9,6%. Comparativamente, a LG Display, maior fabricante de LCD do mundo, apresentou margens de 5,6%, enquanto a Samsung Display ficou entre 3 e 7% para as vendas de LCD.
Assim, empresas como a Innolux Corp e a AU Optronics Corp decidiram também se arriscar no setor, com promessas de grandes lucros. E com o baixo custo e pouca necessidade de know-how comparado ao OLED, há poucas barreiras para que outras empresas também participem da "festa".
Talvez, Samsung e LG tenham cometido um grande erro em ignorar o mercado de UHDs, mas ainda há tempo para que o cenário mude. As duas empresas já perceberam a movimentação da concorrência e estão investindo em modelos de 50 e 60 polegadas em UHD, enquanto continuam investindo bilhões de dólares no OLED.


Fonte: http://corporate.canaltech.com.br/

Os melhores e os piores empregos do Brasil

engenheiro


Um estudo realizado em setembro de 2013 utilizou a ferramenta de pesquisa Adzuna para analisar mais de duas mil profissões e descobrir quais são os piores, os melhores, os mais estressantes e os mais promissores empregos do Brasil.
Diferentes critérios foram avaliados para gerar o ranking, e cada atividade recebeu uma pontuação por potencial financeiro, ambiente de trabalho, taxa de competitividade, demanda de mercado entre outros. Confira os principais resultados da pesquisa.

Os piores empregos de 2013

De acordo com o estudo, motoristas de ônibus e entregadores são os piores empregos do Brasil. Prazos apertados, baixo potencial de aumento de salário, longa e cansativa jornada de trabalho fizeram com que estas atividades figurassem na lista dos piores empregos. 
fOs melhores e os piores empregos do brasil
Engenheiros, profissionais de TI, desenvolvedores web e médicos cirurgiões foram as profissões que apresentaram níveis mais altos de segurança no trabalho, maiores faixas salariais (podendo ultrapassar R$60 mil reais por ano), além de excelente desenvolvimento de carreira – chegando a ganhar até 8 vezes mais do que o salário inicial.

Os melhores empregos de 2013

Falta de competição, alta demanda no mercado, aumento salarial e os melhores ambientes de trabalho fizeram com que os profissionais de TI fossem apontados como os trabalhos menos estressantes do Brasil.
fOs melhores e os piores empregos do brasil

Os trabalhos mais estressantes 

O nível de estresse em cada trabalho foi calculado através de uma escala com 15 categorias diferentes, incluindo prazos, competitividade, riscos físicos e emocionais. Médicos e professores são as profissões mais estressantes do Brasil, com o índice mais alto de desgaste físico e emocional. Jornalismo é a quarta carreira mais estressante, devido ao ambiente de trabalho com alto nível de pressão e prazos apertados.

fOs melhores e os piores empregos do brasil
Com baixo nivel de competitividade e pouca atividade física, bibliotecários e tradutores foram nomeados os trabalhos menos estressantes do mercado. Desenvolvedores Web também figuram no Top 5 das profissões 
menos estressantes do Brasil.
fOs melhores e os piores empregos do brasil

Os trabalhos mais promissores e menos promissores

O potencial de futuro de uma carreira foi analisada a partir dos critérios de projeção financeira, potencial de desenvolvimento e estabilidade. A partir desses critérios, profissionais de TI e engenharia têm as melhores previsões para o próximo ano graças ao desenvolvimento do mercado brasileiro.
O site Adzuna.com.br registrou aumento de até 20% em vagas anunciadas nestas áreas, confirmando a tendência geral da economia e previsões de investimento em infraestrutura anunciadas pelo governo. 
fOs melhores e os piores empregos do brasil


fOs melhores e os piores empregos do brasil


Fonte: http://corporate.canaltech.com.br/

Nokia lança celular básico com câmera por US$ 29 nos EUA com bateria de longa duração

nokia 108


Em um mercado que conta com smartphones com desbloqueio por leitura biométrica e que são controlados por gestos, a Nokia lançou nesta semana nos Estados Unidos celulares básicos com câmeras com tecnologia VGA que serão vendidos por US$ 29 (cerca de R$ 66). Ainda não há previsão de chegada ou preço no Brasil.
Apesar de simples, os aparelhos Nokia 108 e Nokia 108 dual SIM têm uma vantagem: a bateria deles pode durar em stand by, respectivamente, 31 dias e 25 dias. Já para conversas, ambos têm duração média de 13,8 horas. Na reprodução de músicas eles se destacam: autonomia de bateria de 40 horas. Celular básico Nokia 108
Os aparelhos têm tela de 1,8 polegada, memória de até 32 GB (com cartão microSD vendido separadamente), Bluetooth, rádio FM e tocador de músicas em MP3. Eles serão lançados em diversas cores, como a Nokia vem fazendo desde que iniciou a série Lumia: vermelho, preto, branco e, em breve, amarelo. Diferentemente de celulares com sistemas Android, iOS ou Windows Phone, os dispositivos têm um número limitado de aplicativos.
"Ainda existe um enorme segmento da população global que ainda não tem um celular com câmera. Para as próximas um bilhão de pessoas ou mais, temos o objetivo de oferecer novas experiências móveis a preços cada vez mais baixos, e o Nokia 108 e o Nokia 108 dual SIM são ótimos exemplos disso", afirmou em comunicado à imprensa o vice-presidente-executivo da Nokia, Timo Toikkaken.


Os novos aparelhos foram anunciados quase duas semanas após a Nokia ter vendido sua divisão de celulares para a Microsoft por US$ 7,2 bilhões. Vale lembrar que a Nokia teve uma participação de 40% do mercado de celulares em 2007, que hoje caiu para 15%, sendo que smartphones representam apenas 3% dessa parcela – e a maioria deles roda sistema Windows Phone.


Fonte: http://canaltech.com.br/

Apple defende plástico do iPhone 5c em comercial




Com um título que diz "Plástico Aperfeiçoado", não resta dúvida de que a Apple está usando o primeiro comercial do iPhone 5c para tentar convencer os consumidores a aceitar o que antes criticava: um smartphone feito de plástico.
A peça publicitária foi divulgada nessa segunda-feira, 16, e, embora seja bem curta - com 30 segundos, o padrão de TV -, deixa claro que a Apple quer mostrar que há beleza na construção do novo iPhone.
Você pode conferir o vídeo abaixo e nos contar pelos comentários o que achou do comercial.

 Fonte: http://olhardigital.uol.com.br

terça-feira, 17 de setembro de 2013

"Linux é o futuro dos games para PC", afirma fundador da Valve



A Valve, empresa por trás do Steam, a maior plataforma de distribuição de jogos digitais para computador, nunca escondeu que pretende lançar seu próprio "console", apelidado de Steam Box. Trata-se, em resumo, de um PC, otimizado para jogos, que tenta tomar o espaço de concorrentes como o Xbox e o Playstation na sala de estar. E este novo videogame deve rodar Linux, "o futuro dos games", segundo o fundador da empresa, Gabe Newell.

Newell se mostra otimista sobre a plataforma de código aberto, mesmo ela tendo participação praticamente nula no mercado, mas que poderá ser potencializado com as apostas da Valve em um dispositivo voltado para jogos.

O Steam já está disponível no Linux desde fevereiro e a loja já oferece 198 jogos para o sistema operacional. Mesmo assim, jogos para a plataforma representam menos de 1% em número de jogadores, minutos de jogo e receita gerada. O movimento de levar a loja para o sistema foi "um sinal para parceiros de desenvolvimento que estamos falando sério sobre o Linux", afirma .

Mesmo assim, o Steam Box deve ser uma realidade em breve, e Newell já promete novidades para a próxima semana. Um anúncio oficial? Ele não confirma e deixa espaço para especulação. "Semana que vem, iremos dar mais informações sobre quais são as oportunidades de hardware para levar o Linux para as salas", afirma durante a Linuxcon.

De qualquer forma, os esforços da Valve já se provam úteis para o ecossistema Linux para atrair desenvolvedores. A companhia já mostrou que é possível superar os desafios de instalação e atualização dos jogos com Left 4 Dead 2, jogo próprio que foi adaptado para a plataforma aberta com sucesso.

Newell reiterou suas reclamações sobre o Windows 8, que considera uma catástrofe para o PC. Segundo ele, plataformas fechadas irão perder para as abertas que possibilitam maior inovação. "Sistemas que abraçam a abertura e são mais amigáveis a inovações terão vantagem competitiva sobre sistemas mais fechados", ele conclui.


Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

HTC demite 20% da equipe norte-americana




A HTC demitiu cerca de 20% da sua equipe baseada nos Estados Unidos com o objetivo de simplificar suas operações. Os cortes fizeram as ações da companhia caírem 1,44% nesta segunda-feira.
A fabricante de smartphones, que enfrenta dificuldades, informou que dispensou 30 funcionários na semana passada para 'otimizar a organização e aprimorar eficiências, após vários anos de crescimento agressivo'.
A HTC tinha cerca de 150 funcionários no país – seu maior mercado até o ano passado. Apesar disso, as demissões na América do Norte representam uma pequena fração do quadro de 17 mil funcionários da companhia no mundo.
As vendas da fabricante caíram 31,5% em 2013, na comparação anual, afetadas pela escassez de componentes no começo do ano. Além disso, sua posição no mercado de smartphones de alto padrão está próximo da saturação, afirma a agência de notícias Reuters.

Novos projetos
No fim de agosto, o Wall Street Journal afirmou que a companhia está desenvolvendo um novo sistema operacional para smartphones. O SO será focado no mercado chinês e deverá estrear até o fim do ano. A ideia é que o sistema tenha integração com serviços populares na China, como o Baidu (“Google chinês”) e o Weibo (o “Twitter de lá”).
O projeto reflete os esforços da empresa em encontrar espaço na China sem depender do mercado norte-americano, já dominado por gigantes como Google e Apple. No outro lado do mundo, a influência destas empresas é um pouco mais complexa. Saiba mais sobre o novo projeto aqui.

O que as pessoas desejam para o futuro da mobilidade?

no celular


Na semana passada, durante o Intel Developer Forum, a Dra. Genevieve Bell, antropóloga e parceira da Intel, destrinchou a questão da mobilidade e seus futuros desdobramentos. O trabalho de Bell como antropóloga da empresa revelou importantes informações sobre os desejos e frustrações das pessoas sobre seus relacionamentos com a tecnologia.
"A tecnologia da mobilidade vem transformando a sociedade humana há séculos. Seu futuro será influenciado não só pelo tamanho cada vez menor da tecnologia computacional graças à Lei de Moore, mas também pelo crescimento da população global", disse Bell. "A nossa inspiração deve vir não só da invenção de novos ingredientes tecnológicos, mas também das necessidades e desejos dos seres humanos. Não estamos definindo um futuro – e sim 7 bilhões de futuros, e contando".

Desejos e anseios da humanidade em relação à tecnologia móvel

Após um estudo realizado por ela com base em mais de 250 mil entrevistas realizadas em 45 países, Bell conseguiu elencar quatro temas globais que refletem o que as pessoas querem da mobilidade no futuro:

  1. Tecnologia verdadeiramente pessoal;
  2. Que lhes liberte de algumas das mais irritantes dificuldades de uso;
  3. Que ajude as pessoas a desfrutarem o momento;
  4. Que ajude as pessoas a serem melhores.

Durante o fórum dos desenvolvedores da Intel, a doutora ilustrou essas ideias por meio de várias demonstrações de atuais pesquisas da empresa e também de terceiros, incluindo roupas inteligentes, silício de baixo consumo e tecnologias com reconhecimento do contexto.
Por exemplo, uma "roupa inteligente" do Instituto Fraunhofer de Berlim para Confiabilidade e Microintegração foi utilizada para mostrar como a tecnologia de tamanho reduzido um dia desaparecerá dentro de objetos e espaços com os quais as pessoas interagem. Neste caso específico, um ciclista vestindo uma jaqueta com uma placa elástica de circuito instalada no tecido demonstrou que a roupa poderia piscar luzes vermelhas quando o ciclista estivesse freando.
Bell enfatizou que a Intel e toda a comunidade de desenvolvedores devem pensar além dos atuais dispositivos móveis, como smartphones e tablets, e considerem um cenário maior, que inclua infraestrutura, dados pessoais, lugares e pessoas. "Essa visão global requer uma interação constante entre o que a tecnologia torna possível e o que as pessoas desejam. A Intel fabricará a melhor tecnologia e trabalhará em parceria com os principais desenvolvedores de todo o mundo para fornecer esta inovação de silício para melhorar as experiências", disse a antropóloga.
Outra preocupação que os desenvolvedores precisam ter, de acordo com Bell, é o consumo de energia. O baixo consumo de energia é essencial para o futuro de dispositivos e sensores em vestimentas para espaços inteligentes, onde o carregamento frequente ou mesmo os cabos seriam inconvenientes ou até mesmo impossíveis.


Fonte: http://canaltech.com.br/

Apple enfrenta problemas com a fabricação do iWatch

Apple enfrenta problemas com a fabricação do iWatch

Embora rumores indiquem que o esperado iWatch só deve ser lançado no final de 2014, informações obtidas pelo site DigiTimes mostram que a Apple já está enfrentando dificuldades em produzir o aparelho. Segundo a página, os fornecedores da companhia atualmente só conseguem fabricar 40% da demanda de componentes exigida pela empresa de Tim Cook.
“Como a Apple exige que o iWatch seja leve e pequeno e ainda assim possua um design elegante, já se sabe que isso vai se provar um grande desafio para os fornecedores da companhia e para os fornecedores de serviço empregados por ela.” Em outras palavras, o nível de exigências da companhia de Cupertino não parece compatível com os processos de produção da maioria de suas parceiras no momento.
Apesar das dificuldades iniciais, a Apple continua animada com a perspectiva de lançar seu novo aparelho. A expectativa é a de que o iWatch seja lançado em um período que vai de setembro de 2014 até o final do ano por um preço que deve variar entre US$ 149 e US$ 229, segundo informações obtidas até o momento.


Fonte: http://www.tecmundo.com.br/

Sony deve lançar Bravia Smart Stick, o aparelho levará à televisão acesso à internet, concorrente do Chromecast, do Google

Sony


Uma nova tecnologia da Sony seria concorrente do Chromecast, do Google. Chamado Sony Bravia Smart Stick, o aparelho levaria à televisão acesso à internet, serviços de streaming de vídeo e música e aplicativos da loja Google Play. A empresa chegou a confirmar o lançamento em seu blog oficial, entretanto, a publicação foi apagada. Mas ainda é possível acessá-la pelo cache salvo no Google.

O Chromecast, assim como o Bravia Smart Stick, tem o formato de um pen-drive e pode tornar a sua TV mais "inteligente", oferecendo a integração com serviços da web, como a Netflix, e smartphones. O dispositivo da Sony teria alguns aplicativos pré-instalados, sendo eles: HuluPlus, Pandora, Amazon Instant Video, Netflix e YouTube. O dispositivo também permite dividir a tela da programação da TV com os aplicativos.

Sony Smart Stick

O Bravia Smart Stick deveria ter sido lançado em 15 de setembro, como informava o post apagado, o que não ocorreu. Por enquanto, não há informações oficiais sobre preço ou data em que o aparelho chegará ao mercado. O Chromecast, ainda não lançado no Brasil, é vendido por US$ 35 nos Estados Unidos.
"As TVs conectadas da linha Bravia já são inteligentes ao nível de ensino médio. O Smart Stick as leva ao PhD", informa o post da Sony.
Com peso de 70g e tamanho de 10,9 × 4,2 × 2,2 cm, o dispositivo tem conexões USB (com suporte a conexão MHL para integração com smartphones Android) e HDMI, emissor de infravermelho, além de Bluetooth 3.0 e Wi-Fi 802.11 b/g/n (dual band).


Fonte: http://canaltech.com.br/ 

O Windows RT não é um sistema ruim. O problema ESTA na Microsoft

Windows RT


A proposta inicial do Windows RT é linda no papel. Aproveitando o aumento significativo de performance dos chips ARM, por que não oferecer uma versão do Windows que seja compatível? Eles consomem uma quantidade significativamente menor de energia do que os processadores da Intel ou AMD, geram pouco calor, o que permite a criação de designs mais simples, além de serem baratos para os fabricantes.
Olhando dessa forma, o que poderia dar errado? Bem, tudo, mais especificamente tudo que a Microsoft fez até agora e continua a fazer. Vamos entender como uma boa ideia pode chamar atenção, criar expectativa, ser lançada e decepcionar tanto os consumidores (e, por tabela, os fabricantes), até chegar a ser totalmente odiada.

Quer quebrar a compatibilidade? Então não ofereça aplicativos decentes

Windows RT vs Windows 8
O Windows RT foi possível devido à convergência de dois fatores: de um lado o aumento de performance dos chips ARM, que oferecem um nível de processamento por watt muito superior ao dos chips x86. De outro, a Microsoft foi capaz de criar uma versão do Windows que seja verdadeiramente leve o suficiente para rodar liso nesses chips. O resultado é até bom. Sério, o Windows RT não é um sistema ruim.
Porém, você não compra um tablet ou notebook para ficar olhando para a tela inicial, e sim para usar aplicativos. Embarcar somente o Office e achar que todos vão gostar é, no mínimo, inocente. Usuários querem usar o Facebook, querem poder escolher o navegador que mais gostam, colocar temas e tudo mais. Querem milhares de aplicativos disponíveis e, mesmo que não instalem 1% deles, querem ter a possibilidade, a escolha de instalar ou não.
É legal instalar o Office, mas e se eu quiser o LibreOffice? O Internet Explorer funciona bem e tal, mas e se eu gostar do Firefox ou do Chrome? Nenhum aplicativo x86 funciona no RT, então se eu quiser editar imagens vou ter que usar o Paint? O mínimo suportável para qualquer sistema é oferecer um conjunto completo de aplicativos que atenda à maioria dos usuários, senão o fracasso não é uma possibilidade, mas sim uma questão de tempo.

Cobrar caro é para poucos

Surface RT vs iPad
Um dos grandes problemas do Windows RT é que, além de ser incompatível com os programas que estamos acostumados no PC, ele é caro. Caro quanto? Bem, preço é algo subjetivo, porém, podemos resumir em um diálogo com um vendedor imaginário: "Ok, um tablet de 10 polegadas com um lapdock, conceito bacana. Só que tenho que pagar R$ 2000 e não posso instalar quase nada? Onde eu saio ganhando?".
Um dos principais motivos de dispositivos como o Surface RT e o VivoTab RT serem caros é o valor da licença da Microsoft: nada mais, nada menos do que US$ 85. Se você não achou alto, saiba que o fabricante paga cerca de US$ 50 para embarcar o Windows 7 de 32 bits em suas máquinas, então por que raios o RT custa tão caro? A desculpa da Microsoft (desculpa mesmo, não justificativa) é que o usuário paga pelo Windows e também pelo Office.
Para um produto que custaria US$ 600, os R$ 85 não representam 14% do preço, mas sim algo próximo de 40%, já que incide sobre o valor de produção, não de venda. Basicamente, para o fabricante, esse é o componente individual mais caro – o que explica o alto preço final, já que eles também querem lucrar, certo? 

Quebrando pontes

Sistema - Windows RT
A Microsoft, desde os primeiros rumores sobre o Windows RT, matou toda e qualquer oportunidade de fazer seu sistema cair bem no gosto do público, e isso com uma precisão mortífera que qualquer serial killer ficaria com inveja. Não estamos falando de algo casual, mas sim de uma forma sistemática e calculista. Firefox no RT? Não. Chrome? Também não. Qualquer tentativa de oferecer uma opção, seja melhor ou pior, do que os programas embarcados foi vetada sem maiores explicações.
O argumento da Microsoft para tal atrocidade é preservar a segurança (claro que não é bloquear a concorrência, né?), pois os aplicativos de terceiros poderiam abrir brechas. Podemos estar redondamente enganados, mas... Bem, criaram antivírus para essas coisas, não? Se a desculpa é preservar a segurança, por que corremos atrás de um antivírus logo após instalar o Windows no PC
Considerando que o argumento seja válido (não é), por que não podemos desativá-lo? Ah, por causa da combinação de dois elementos que foram criados para o bem e são usados para o mal: o UEFI e o Secure Boot. O UEFI é uma evolução do BIOS, com controles mais refinados da máquina, mas ele está presente no Windows RT somente para ativar o Secure Boot, e o Secure Boot é um conjunto de funções que basicamente faz com que qualquer pessoa não tenha controle sobre a sua própria máquina.
Dessa forma, não é possível instalar outro navegador (adeus Google, Mozilla, Opera), editor de imagens (Adobe, Corel) fora da zona de segurança do RT. Isso significa que esses programas teriam todas as operações filtradas, analisadas e aprovadas, tornando-os insuportavelmente lentos. Ou seja: se você pudesse instalar o Firefox ou o Chrome, mas ambos fossem extremamente lerdos, começaria a usar somente o Internet Explorer, certo? Isso fez com que outros desenvolvedores nem tivessem o trabalho de desenvolver versões para o RT, e aqui estamos hoje.

Dividindo, mas não conquistando

Surface
De uma vez só, a Microsoft lançou o Windows 8, o Windows RT e o Windows Phone 8, cada um com um público específico. Até aí, sem problemas. Porém, nenhum app do Windows Phone 8 funciona no RT ou no Windows 8. Nenhum app do Windows RT funciona no Windows 8 ou Windows Phone 8. Não são três versões, no final das contas, mas três sistemas operacionais completamente diferentes tão compatíveis entre si como o Windows 7, Mac Os X e Linux.
Quem compra os três não vai ter um benefício maior de quem compra só um deles, já que não se trata de variações de uma plataforma. São três dispositivos standalone. Se existe o Windows 8 de 32 bits em tablets e um Windows Phone 8 para smartphones, por que eu compraria um com Windows RT? E, como vimos acima, pagando caro?  Quem teve a ideia de criar os 3 certamente não imaginou que o Windows RT se torna completamente inútil.
Resumindo, o que a Microsoft fez foi o seguinte: criou um sistema que ninguém precisa, compatível com ninguém, que não é você que está no comando e por um preço que ninguém quer pagar. Além de grandes desenvolvedores, os fabricantes também estão começando a perder interesse. A Microsoft age como se estivesse tudo bem, tem fé no futuro do Windows RT, mas como ele não é vendido em igrejas, é difícil olhar com bons olhos para esse cenário.


Fonte: http://canaltech.com.br

Windows Phone Store ultrapassa marca de 9 milhões de compras por dia

Windows Phone Store ultrapassa marca de 9 milhões de compras por dia

A Microsoft está empolgada com a Windows Phone Store e pretende aumentar ainda mais o sucesso da loja virtual nas vendas deste final de ano. Em uma postagem em um dos blogs oficiais da empresa, o gerente da loja virtual, Todd Brix, comentou alguns números interessantes sobre o sistema operacional móvel e explicou as próximas estratégias da empresa.
Para começar, a Windows Phone Store já ultrapassa a média de 9 milhões de transações por dia, combinando compra de aplicativos ou aquisições feitas dentro de serviços, como itens de games. E, segundo a empresa, a ideia é aumentar essa contagem com novas formas de monetização.

Desenvolvedores e público fiéis

Segundo a postagem, o sistema operacional é bastante procurado por quem está em busca do primeiro smartphone e antes era dono de um celular mais simples, os chamados feature phones (mais especificamente, por 42% desse público). Além disso, o Windows Phone está em um a cada nove aparelhos vendidos em países como França, Reino Unido, Alemanha e México.
Outra boa notícia para criadores é que a taxa de registro no Dev Center para aplicativos do Windows Phone caiu para US$ 19 (cerca de R$ 45). Quem preferir, pode usar o App Studio beta, um kit de ferramentas de desenvolvimento gratuito que ajuda a tirar ideias do papel de forma simplificada.


Fonte: http://www.tecmundo.com.br

[ ## ] ESPIONAGEM: Dilma Rousseff cancela oficialmente sua viagem aos Estados Unidos

Dilma e obama

Conforme previsto, a presidente Dilma Rousseff confirmou na tarde desta terça-feira (17) o cancelamento da viagem que faria aos Estados Unidos no dia 23 de outubro. A notícia foi divulgada por meio de nota oficial da Secretaria de Imprensa da Presidência da República.
Mesmo após conversar durante cerca de 20 minutos via telefone com o presidente Barack Obama ontem, a presidente do Brasil não recebeu explicações convincentes sobre ela e seus assessores, bem como a Petrobras, terem sido alvos da espionagem dos Estados Unidos.
"Tendo em conta a proximidade da programada visita de Estado a Washington – e na ausência de tempestiva apuração do ocorrido, com as correspondentes explicações e o compromisso de cessar as atividades de interceptação – não estão dadas as condições para a realização da visita na data anteriormente acordada. Dessa forma, os dois presidentes decidiram adiar a visita de Estado, pois os resultados desta visita não devem ficar condicionados a um tema cuja solução satisfatória para o Brasil ainda não foi alcançada", afirmou a nota oficial.

O comunicado da Presidência também cita que "as práticas ilegais de interceptação das comunicações e dados de cidadãos, empresas e membros do governo brasileiro constituem fato grave, atentatório à soberania nacional e aos direitos individuais, e incompatível com a convivência democrática entre países amigos".
Desde que documentos que apontavam o direcionamento do programa de espionagem para a presidente do Brasil e seus assessores vieram a público, o governo do país tem se mostrado indignado com a situação. "Irei à ONU propor uma nova governança contra invasão de privacidade", disse Dilma recentemente. A presidente manteve confirmada a presença na assembleia da ONU, que acontece em Nova York no dia 24 de setembro.
Paralelamente à emissão do comunicado no Brasil, a Casa Branca também emitiu uma nota para explicar o cancelamento da visita de Dilma: "O presidente disse que entende e lamenta as preocupações que a revelação das supostas atividades de inteligência dos EUA geraram no Brasil, e deixou claro que está comprometido em trabalhar junto com a presidente Rousseff e o seu governo por meio dos canais diplomáticos para superar esta fonte de tensão no nosso relacionamento bilateral".
Por fim, o governo dos Estados Unidos disse que o presidente Barack Obama espera receber a presidente do Brasil "em uma data a ser decidida mutuamente", e que "outros mecanismos importantes de cooperação, incluindo os diálogos presidenciais em cooperação política, econômica, energia e defesa, continuarão".


Fonte: http://canaltech.com.br/

VEJA AGORA as principais novidades do iOS 7

iphone-5-ios-7

Amanhã, dois dias antes do início das vendas dos novos iPhones em alguns países, a Apple vai liberar a versão final do iOS 7 para seus atuais usuários. O sistema ganhou uma interface completamente diferente do que todo mundo estava acostumado, com mais cores, novas funcionalidades e algumas melhorias internas, como no multitarefa.
Nos últimos dias, testamos a versão GM (Golden Master) do iOS 7 num iPhone 5. Veja abaixo as principais novidades e o que gostamos no novo iOS.

Tela inicial

Um novo recurso muito legal dá um ar de profundidade entre os ícones e o papel de parede. É o chamado efeito Parallax, que aproveita o acelerômetro do celular para dar um suave efeito de movimento. Como não dá para exibir isso em uma imagem, veja um pequeno vídeo:

Mail

O maior destaque do novo Mail é o atalho para deletar e arquivar as mensagens. Ao deslizar um item da direita para a esquerda, surgem as duas opções.
mail-ios7
Em termos de funções, o cliente de email continua exatamente o mesmo. Aliás, a maioria dos aplicativos, como Notas, Lembretes, Mapas, Tempo e Relógio, está assim: design novo, mas com as mesmas funcionalidades de sempre.

Safari

O Safari trouxe boas melhorias. A melhor delas é que não existe mais o antigo limite de oito abas abertas no navegador. Cheguei a abrir 17 abas só para ver se encontrava um novo limite, algo que felizmente não aconteceu.
A forma de navegação entre as abas também mudou: elas estão empilhadas de forma que você consiga visualizar o conteúdo de várias abas ao mesmo tempo, o que irá facilitar na hora de encontrar aquela página perdida. Ao chegar no final da lista, você encontrará o que está aberto no Safari de outros dispositivos, que são sincronizadas por iCloud.
A página em branco exibe os marcadores do seu celular, e os ícones têm tamanhos parecidos com os dos apps. Ao rolar uma página para baixo, o navegador esconde a barra de endereços e a barra de comandos, permitindo que a tela seja aproveitada integralmente pelo conteúdo da web.
Ainda, é possível alternar para o modo de navegação privada dentro do próprio Safari. Isso é bem legal quando seu amigo pede seu telefone emprestado para olhar o email ou o Facebook, e não exige mais que você faça essa troca lá no Ajustes.
Por último, mas tão importante quanto o resto: finalmente a barra de busca foi unificada com a barra de endereços. Aleluia!

Nova multitarefa

Agora a coisa ficou séria. A nova multitarefa do iOS 7 é muito mais legal que a presente nas versões antigas: ao dar o duplo-clique no botão Home, você não verá apenas os ícones dos aplicativos abertos, mas sim toda a tela deles.
Isso possibilita encontrar o que você precisa com muita agilidade, além de ser algo excelente para consultas rápidas: por diversas vezes, só queria ver um número de telefone que se encontrava em uma foto de uma placa. Antes, eu tinha ficar indo e voltando entre o aplicativo de Fotos e o Discador; agora, com os dois abertos, basta acionar a multitarefa que consigo visualizar um bom pedaço da imagem. Para encerrar os aplicativos, basta arrastá-los para cima. O legal é que você pode arrastar mais de um aplicativo por vez.
multitask-ios7
As mudanças no multitarefa não são apenas visuais: agora, ela será “real”, funcionando em todos os aplicativos e permitindo que eles utilizem recursos em segundo plano. Teoricamente, isso aumentaria o consumo de energia, mas a Apple promete que isso não vai acontecer. Para isso, o telefone irá identificar seus hábitos de uso e atualizará os aplicativos que você mais usa com uma frequência maior. Se você estiver com uma conexão ruim, o telefone não irá tentar atualizar os dados enquanto você estiver fazendo outra coisa.

Central de Controle

control-center-ios7Você deve estar se perguntando: já que a multitarefa mudou, como acesso os controles de música, volume, brilho e bloqueio de rotação da tela? Agora eles ganharam uma central de controles dedicada, que certamente é uma das melhores novidades do iOS 7.
Arrastando o dedo da borda inferior para cima, você consegue abrir essa central de controle. Lá, você pode colocar o telefone no modo avião, ativar e desativar o Wi-Fi, Bluetooth, Não Perturbe e travar a rotação da tela. Além disso, é possível alterar o brilho e controlar a música, bem como controlar o AirPlay (se disponível) e o AirDrop (vamos falar dele daqui a pouco).
Logo abaixo, existem quatro atalhos. O primeiro deles é uma sensacional lanterna. Os outros são para abrir o Timer, Calculadora e Câmera. Infelizmente não é possível personalizar os apps desse menu, mas já é uma mão na roda.
É possível abrir a Central de Controle de qualquer lugar, mesmo durante o uso de aplicativos ou com o telefone bloqueado. Quando o teclado está aberto, a Central de Controle não funciona. Se você preferir, pode restringir o acesso ao recurso quando a tela estiver bloqueada.

Notificações

A Central de Notificações ficou melhor. Ela ficou dividida em três abas: Hoje, Todas e Perdidas. No Hoje, é mostrado um resumo básico do que está acontecendo. Ele mostra a data, uma previsão de tempo em texto (bem legal) e seus eventos do calendário. Além disso, ele pode exibir ações da bolsa e um pequeno resumo do dia de amanhã.
Em Todas, aparecem todas as notificações que ainda não foram abertas ou encerradas. A seção Perdidas que é bem interessante, pois mostra apenas as notificações que você não viu – ao destravar o telefone, por exemplo. Agora, também é possível visualizar a central de notificações com o telefone bloqueado por senha, mas isso é personalizável e, se você preferir, pode optar pelo contrário.
notificacoes-ios7
Uma coisa que ficou faltando é o recurso de compartilhamento no Facebook e Twitter. Ainda não entendi o porquê da Apple remover isso, mas aposto que ela irá relançá-lo como uma novidade em alguma atualização futura.

AirDrop

Já que não dá para enviar arquivos por Bluetooth, você pode utilizar o AirDrop para isso. Esse novo recurso permite que você compartilhe imagens, vídeos da câmera, links e alguns outros conteúdos por meio de uma solução híbrida de Wi-Fi e Bluetooth.
airdrop-ios7
Ao ativar o AirDrop, você pode optar pelo telefone ficar visível apenas para quem está na sua lista de contatos ou para qualquer um. A partir dali, a pessoa pode selecionar o AirDrop na opção de compartilhamento e tocar no seu contato. O interessante é que é possível enviar conteúdos para mais de uma pessoa ao mesmo tempo, e a transferência é bem rápida.

Novos recursos de telefonia

O discador mudou sua aparência, mas também traz novos recursos. Um deles é o de bloquear contatos. Você escolhe o contato e bloqueia as ligações telefônicas e mensagens, e até mesmo o FaceTime e não é importunado. Quem liga tem a chamada automaticamente recusada e você nem fica sabendo se alguma coisa aconteceu.
Outra novidade é o FaceTime de áudio: é basicamente o FaceTime que você conhece, só que sem o vídeo. A qualidade é muito boa quando você está conectado em rede Wi-Fi, mas em 3G o serviço deixa um pouco a desejar. O recurso estará disponível em todos os dispositivos compatíveis com iOS 7, incluindo os iPads.
facetime-bloqueio-ios7
Ah, o FaceTime agora também ganhou um ícone dedicado no iPhone. Isso vai ser bom, porque muita gente nem sabia o que era esse tal de FaceTime.

Câmera

A nova câmera possui outro modo além de foto convencional, vídeo e panorama: a foto quadrada. Se você quer tirar fotos no maior estilo Instagram, escolha esse modo e selecione algum dos filtros disponíveis na própria câmera. Em alguns aparelhos, é possível visualizar o efeito em tempo real.
camera-ios7
Outro novo recurso é que o telefone fica tirando fotos enquanto você estiver apertando o botão de captura. Isso é muito bom para capturar algum momento bem específico como alguém soprando as velas ao cantar parabéns, ou mesmo para tirar uma foto de muitas pessoas onde todo mundo fique com o olho aberto.
Nos álbuns de fotos, é possível separar tudo em momentos. O telefone automaticamente junta fotos tiradas em uma mesma localização, facilitando a visualização e também o compartilhamento. O telefone consegue agrupar de diversas formas: lugares específicos, cidades inteiras e períodos de tempo. Se você quiser ver uma foto do ano de 2011, basta chegar na visualização por anos e dali você filtra até onde quer chegar. Ficou muito mais fácil encontrar alguma foto perdida.

Spotlight

spotlight-ios7
Passei a utilizar a busca do iPhone muito mais no iOS 7. Antes, você precisava ir até a primeira página de aplicativos para depois deslizar para a esquerda, onde ficava o Spotlight. Agora, é possível abri-lo em qualquer página, bastando deslizar o dedo de cima para baixo. É uma mudança muito boba, mas, acredite: ajuda muito.
Ele continua pesquisando os mesmos conteúdos, então a mudança foi apenas na forma de abrir.

iTunes Radio

O iTunes Radio (ou Rádio iTunes) não estará disponível aqui no Brasil, mas vale a pena mencionar: são várias estações de rádio que tocam música de acordo com o gênero. Também possível iniciar uma rádio a partir de uma determinada música, onde serão tocadas músicas semelhantes.
Você pode aperfeiçoar as rádios ao clicar na estrela. Ali, você marca a opção “Tocar outras como esta” ou simplesmente “Nunca tocar esta música”, ou ainda adicionar a música na sua lista de desejos. Dali mesmo é possível comprar a música.
Para usar o iTunes Radio, é necessário uma Apple ID americana. O serviço é gratuito, mas tem propagandas. Quem tem iTunes Match (na conta americana, obviamente) não precisa ouvir propagandas. É um serviço legal para descobrir novas músicas.

E os aplicativos?

Os aplicativos ainda não foram atualizados, o que significa que você irá encontrar vários com design similar ao do iOS antigo. Os aplicativos que não forem adaptados ao iOS 7 terão diversos recursos visuais de versões antigas, inclusive o teclado.
Alguns aplicativos ainda não funcionam no iOS 7. Dos que uso, o Google Translate é um deles: ele simplesmente congela (e até hoje não tem suporte para telas de 4 polegadas, veja só!). O Evernote funciona, mas o recurso de copiar e colar não funciona. Ao longo do tempo, os desenvolvedores irão atualizar seus aplicativos para oferecer suporte para a nova versão.
Ainda falando de aplicativos: a App Store agora faz atualizações automáticas. Você é notificado quando um app é atualizado. Isso pode ser bom, mas pode ser ruim: se uma certa atualização comprometer alguma função ou o app deixar de funcionar, não tem como voltar para a versão anterior até ele ser atualizado novamente. Isso já aconteceu outras vezes.

Meu dispositivo vai suportar o iOS 7?

Essa é a lista de dispositivos compatíveis:

  • iPhone 4;
  • iPhone 4s;
  • iPhone 5;
  • iPhone 5s;
  • iPhone 5c;
  • iPad 2;
  • iPad de terceira geração;
  • iPad de quarta geração;
  • iPad mini;
  • iPod touch (quinta geração, com conector Lightning).

Caso você não possua um desses dispositivos, terá que se contentar com a versão mais antiga do iOS.
A disponibilidade de recursos também varia de aparelho para aparelho: o AirDrop, por exemplo, estará disponível apenas para iPhone 5, iPad mini e iPad de quarta geração (com conector Lightning), além de, obviamente, os novos iPhones. Já os filtros na câmera só estão disponíveis para iPhone 5 ou superior, embora seja possível aplicar os mesmos filtros diretamente nas fotos.
O iOS 7 estará disponível a partir de amanhã (18). A atualização poderá ser feita tanto pelo próprio dispositivo quanto pelo iTunes.

#### ] GTA V, um dos games mais aguardados do ano, chega HOJE às lojas [ ### ]

GTA V

A quinta sequência do polêmico GTA finalmente chega às lojas hoje em seu lançamento mundial – ou quase isso, já que no Brasil o game chega dia 19, com preço estimado de R$ 199.
GTA V foi o jogo mais caro da história para ser desenvolvido, tendo custado US$ 266 milhões e superado Star Wars: The Old Republic, de 2011, que era apontado como o mais caro até hoje com valores de US$ 200 milhões. Para se ter ideia do que isso significa, o custo é maior que o de grandes produções de Hollywood como Avatar (US$ 237 milhões), Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge (US$ 230 milhões) e Os Vingadores (US$ 220 milhões).


A história de GTA

O primeiro GTA surgiu há 16 anos, em outubro de 1997, utilizando gráficos em 2D em uma visão de cima. O jogo desde sempre causou polêmica, pois colocava o jogador no papel de um ladrão de carros, livre em um cenário para fazer o que quiser, como roubar veículos e fugir pelas ruas da cidade.
GTA I
A terceira sequência, Grand Theft Auto III, lançada em 2001, foi muito elogiada por trazer os cenários em 3D e uma experiência de jogo nova. Este título foi o verdadeiro responsável pela popularização de GTA.
No entanto, foi GTA IV, lançado em fevereiro de 2009, que bateu recordes de vendas. Com orçamento de 100 milhões de dólares, o jogo mais caro feito até a época, GTA IV foi considerado pelos críticos como um dos melhores jogos desta geração e um dos melhores jogos de todos os tempos. Este título sozinho chegou a vender mais de 25 milhões de cópias.
Hoje, a série já possui mais de dez títulos e quatro pacotes de expansão, tendo vendido mais de 125 milhões de unidades e se tornado um marco na produção de jogos eletrônicos. 

A importância de GTA no mundo dos games

Mais do que ter vendido milhões de cópias, GTA representou uma mudança no mundo dos jogos. O gênero de "mundo aberto", onde o player pode fazer o que bem entender, praticamente nasceu com GTA.
Grand Theft Auto misturou a realidade com um jeito debochado de lidar com problemas e trouxe uma nova forma de contar a história de personagens, usando um estilo cinematográfico, com uma ótima trilha sonora.
GTA IV
O sucesso de GTA foi tão grande que levou Dan e Sam Houser, co-fundadores da Rockstar, responsável pelo desenvolvimento do GTA, a figurarem na 43ª posição na lista da Times das 100 personalidades mais influentes da indústria cultural americana em 2009.
Claro que nada disso aconteceu sem que GTA fosse envolvido em inúmeras polêmicas. Com seu conteúdo adulto, referências sexuais e uso de drogas, além de um protagonista ladrão de carros, GTA foi alvo de críticas, protestos e ações judiciais ao longo do tempo.
Em Grand Theft Auto: San Andreas, de 2004, um minigame de sexo foi encontrado no código fonte por programadores que divulgaram um jeito para que os jogadores pudessem ativá-lo, mesmo ele vindo desativado por padrão. Como consequência, a Rockstar foi obrigada a fazer um recall do game e lançar uma atualização para excluir o minigame. Já GTA IV foi criticado por oferecer a possibilidade de beber e dirigir alcoolizado.
Certamente, não é um jogo para presentear seus filhos.

Grand Theft Auto V

GTA V

Engana-se se você imagina que GTA V será menos polêmico. Dessa vez, teremos três protagonistas: Trevor, meio maníaco, instável e violento; Michael, um ex-ladrão de bancos que vive em uma região mais chique da cidade; e Franklin, um ex-integrante de gangues de rua que mescla características dos outros dois.
O objetivo deles será organizar uma série de golpes e assaltos ousados para garantir sua sobrevivência. Além da personalidade e das missões polêmicas dos três personagens, já sabemos também que eles poderão fazer tratamentos medicinais com maconha. Uma prato cheio para discussões, não?

GTA V
Um review do jogo publicado pelo site Edge-online descreve o seguinte:

"Ninguém cria mundos como a Rockstar. Tudo funciona. Eles têm mecanismos bons o suficiente para ancorar jogos deles mesmos e uma história que não apenas GTA sempre quis contar mas também que encaixa com o que as pessoas sempre quiseram jogar. É marcante, um casamento perfeito entre o mundo do design, conto de histórias e mecanismos que usa os consoles até o limite e faz tudo parecer fácil. Enquanto nós esperamos por uma nova geração, GTA manda um recado intimidador para o restante da indústria. Supere isto."
Não à toa, a expectativa é de que GTA V tenha entre 18 e 20 milhões de unidades vendidas no seu primeiro ano nas prateleiras e deva superar facilmente os 25 milhões que GTA IV vendeu de 2009 até hoje.
GTA V é o lançamento mais importante do ano para o mundo dos games e por isso muita gente está tão empolgada.


Fonte: http://canaltech.com.br/

[ ## ] Gmail é o email favorito dos terroristas, diz ex-diretor da NSA e da CIA [ ## ]



Michael Hayden, um ex-diretor da CIA e da NSA (Agência de Segurança Nacional dos EUA), saiu em defesa do programa PRISM, que libera acesso governamental a dados de clientes das grandes empresas de tecnologia do país. Segundo ele, "o Gmail é o serviço de internet favorito dos terroristas no mundo inteiro".

Ele fez o comentário durante um fórum na capital dos Estados Unidos, conforme relatado pelo Washington Post. Ele defendia a seção 702 do Foreign Surveillance Intelligence Act (FISA), legislação que embasa juridicamente o programa de espionagem americana.

Ele ainda defendeu o PRISM, afirmando que a internet é "essencialmente americana", e ainda ressaltou que, como a maior parte do tráfego da rede passa por servidores americanos, o governo dos Estados Unidos "deve 'fotografar' isso para fins de inteligência".

O Google preferiu não se manifestar sobre o assunto.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...