Banner

Saudação

Sejam Bem-Vindos! Hoje é

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Microsoft finalmente oficializou as modificações para o Windows 8, também revela o retorno do Botão Iniciar do Sistema e de novos detalhes

Atualização promete muitos ajustes. O Windows 8 não será chamado mais assim, agora é 

Windows 8.1 , Aplicativos melhores e mais inteligentes,  Pequenas melhorias na interface a Volta do Botão Iniciar, que não terá a mesma função encontrada no Windows 7...




  Nesta quinta-feira (30), a Microsoft finalmente oficializou as modificações trazidas pelo Windows 8.1, também conhecido como Windows Blue.
A atualização não fará nenhuma mudança drástica no sistema, mas são os muitos ajustes na interface, em conjunto com novos gestos, que prometem melhorar a usabilidade do sistema operacional.
Algumas das novidades já foram vistas em builds vazadas nas últimas semanas, a exemplo da possibilidade de trabalhar com dois aplicativos lado a lado na interface nova, com opção de ajustar a largura de cada um deles na tela.
A atualização será inteiramente gratuita para quem comprou o Windows 8, e passará a ser distribuída no dia 26 de junho — mesma data em que começa o evento BUILD 2013. Abaixo você confere todos os detalhes.

A pegadinha do Botão Iniciar

A primeira modificação que deve chamar a atenção de todos é o retorno do Botão Iniciar, mas muita calma: ao clicar nele você não verá um menu. O novo botão é simplesmente um atalho para voltar à interface Modern (a Tela Iniciar), algo que já podia ser feito rapidamente com um toque na tecla Windows do teclado.
Novo mouse Microsoft com Botão Iniciar 

Neste ponto, usar programas de terceiros para regressar ao comportamento do Windows 7 ainda é a melhor opção. Caso queira saber mais sobre isso, clique aqui para acessar o nosso artigo sobre o tema.
Outra notícia é a chegada definitiva do boot direto para a Área de Trabalho, eliminando o incômodo de ter que navegar até ela a cada inicialização do PC.

Novos formatos de Live Tiles

Falando na Tela Iniciar do Windows 8, temos mais duas mudanças importantes. Em primeiro lugar estão os novos tamanhos para os ícones. O extra pequeno, visto na imagem abaixo, permite quatro Tiles onde antes só cabia um. É o formato ideal para quem não quer ficar rolando a tela de um lado para o outro.
Novo formato pequeno para os Live Tiles 

Já o tamanho extra grande foi pensado para aplicativos que precisem exibir dados diretamente na tela inicial, como a previsão do tempo, que carrega uma imagem de fundo e ainda mostra as condições climáticas da sua cidade favorita para hoje e amanhã. Esta é uma oportunidade de tornar os aplicativos dinâmicos, podendo ao mesmo tempo embelezar a sua interface.

Um sistema mais personalizado

A partir do Windows 8.1 será permitido utilizar o mesmo papel de parede nas duas interfaces, o que deve diminuir o choque na transição de telas. Ainda assim, quem gosta do novo estilo visual contará com mais opções de personalização, tanto para o plano de fundo quanto para as cores do sistema.
O destaque vai para os planos de fundo animados, similares aos vistos no Android. Alguns exemplos possuem robôs voadores, dragões com caudas em movimento, entre outros. A animação é simples a ponto de não distrair o usuário em suas tarefas, mas pode dar um pouco mais de vida à interface.

Busca aprimorada

Hoje a busca do Windows 8 divide os seus resultados de acordo com categorias, como aplicativos, arquivos e configurações. O formato tentou facilitar a seleção do conteúdo, mas muita gente ainda não entendeu direito o funcionamento dos filtros.
Para resolver o problema, o Windows 8.1 trará um novo sistema global de busca. Isso significa que todo o conteúdo será indexado na mesma tela, sem necessidade de cliques adicionais. A ferramenta poderá ser acessada de qualquer parte do sistema pelo comando Windows + S.
Outra vantagem é a interação com o conteúdo diretamente da busca. É o caso das músicas, que podem ser reproduzidas ali mesmo, com uma pesquisa pelo nome do artista.
Além disso, a Microsoft também prepara outra surpresa: integração com resultados da web. É o que a empresa chama de “Search Hero”. A ferramenta é capaz de pegar uma busca por um artista, por exemplo, e oferecer informações retiradas da Wikipedia, ou ainda links diretos para shows e filmes relacionados, entre outros.


A melhor parte é que os resultados estão ligados aos devidos aplicativos, tais como Netflix e Wikipedia, abrindo estes em vez de uma simples tela no navegador de internet.  Stefan Weitz, diretor da equipe de busca da Microsoft, afirma que este é apenas o início da integração do Bing com o Windows, e que o objetivo é expandir este funcionamento para todas as plataformas em breve.

Aplicativos melhores e mais inteligentes

Nada de atualizar manualmente os seus aplicativos da Windows Store. A migração para a versão 8.1 cuidará de tudo automaticamente em plano de fundo. A nova loja traz recomendações melhores de conteúdo, ícones maiores com notas dos usuários já na busca e acesso fácil para listas dos mais baixados, tanto pagos como gratuitos.
Novos downloads não serão adicionados automaticamente à sua Tela Iniciar. Este foi um dos problemas identificados na atual versão, já que os usuários ficavam em pouco tempo com a tela lotada de ícones desnecessários.
A solução está na nova tela com todos os aplicativos instalados no computador, acessada com um comando de deslizar os dedos para cima na interface. A lista exibida pode ser reordenada por nome do aplicativo, data de download ou categoria. Ainda tratando dos aplicativos do Windows 8, vamos às modificações feitas pela Microsoft em alguns dos principais deles:

Painel de Controle

As opções de configuração avançada de sistema estavam confusas e diluídas em muitas telas, tanto na nova interface quanto no modo Desktop. Agora todos os ajustes receberam o tratamento Modern e podem ser acessados pela nova interface.

Internet Explorer

A versão Modern do navegador agora está mais parecida com a disponível para o Desktop. Isso significa que não há mais limites para quantas abas podem ser abertas simultaneamente. Elas agora foram parar na parte de baixo da tela, logo acima da barra de endereços do navegador.

Fotos

O visualizador de imagens passou por um upgrade e ganhará diversas ferramentas de edição. O primeiro grupo delas oferece ajustes automáticos e controle manual sobre equilíbrio de cores, de temperatura da imagem, saturação e cor.


Amantes do Instagram ficarão felizes com a presença de filtros de imagem, retoques para olhos vermelhos, desfoque seletivo e ferramentas de recorte. Por fim, temos a opção de aprimoramento de cor avançada, que funciona em regiões específicas da imagem. Pela descrição da Microsoft, o funcionamento será similar ao de aplicativos como o Snapseed — comprado pela Google no ano passado.

Lista de leitura

Os usuários do sistema vinham pedindo por uma forma de salvar seus conteúdos prediletos e de compartilhá-los na web. Com este aplicativo você pode adicionar qualquer conteúdo da internet à sua lista de leitura para continuar depois, até mesmo em outros dispositivos, já que ela será compartilhada usando a sua conta da Microsoft.

Calculadora

Parece brincadeira, mas a calculadora ainda não tinha uma versão para a nova interface do Windows. Em sua nova versão ela terá modo científico de operação, além de um conversor de unidades embutido.

E ainda tem mais...

Xbox Music, Relógio, Bing para restaurantes e Bing para Saúde e Fitness. Estes últimos quatro aplicativos também serão parte integral da seleção da Microsoft para o Windows 8.1. No caso do Xbox Music, a Microsoft afirma que a interface foi reformulada para dar mais atenção à sua biblioteca de músicas, e que em breve teremos uma opção de rádio online, mas nada além disso foi divulgado.

Integração com o SkyDrive

Depois da atualização, o SkyDrive será usado como a opção padrão para salvar todos os documentos. Isso significa que ele está mais integrado ao sistema como um todo, deixando de ser somente um dos vários aplicativos da Microsoft.
 

Em termos de melhorias, o sistema agora fará com que a sincronização dos seus arquivos seja respeitada por meio de verificações mais frequentes e confiáveis. O usuário tem controle sobre quais tipos de arquivo devem ser enviados ou não para a nuvem. Ainda tratando do SkyDrive, a Microsoft adicionou um modo de pré-visualização, para que não seja necessário baixar um documento inteiro somente para se ter uma ideia do seu conteúdo.

Pequenas melhorias na interface

Confirmando o que já havia sido relatado em testes de builds anteriores, o Windows 8.1 permite a redistribuição do espaço de tela para os aplicativos da Windows Store. Atualmente esta proporção é travada em 80/20, o que atrapalha quem gosta de fazer várias coisas ao mesmo tempo.
Além de poder ajustar a largura de cada janela livremente, telas de altíssima resolução permitirão que até quatro aplicativos da nova interface sejam usados simultaneamente. A Microsoft afirma que o sistema agora é inteligente o bastante para saber qual destes aplicativos exige mais ou menos espaço.

 

Finalizando a enorme rodada de novidades do Windows 8.1, vamos ao teclado virtual do sistema, essencial para os usuários de tablets ou notebooks conversíveis. Agora cada tecla tem uma função secundária.
Ao apertar de forma demorada o “T”, por exemplo, você vê um pop-up com o número 5. O funcionamento é similar ao de teclados como os presentes no iOS e no Android, com a diferença de que não é preciso esperar até que o comando secundário apareça para ativá-lo com uma breve deslizada de dedos.

Em constante transformação

Se você chegou até aqui, deve saber que as mudanças são muitas. Apesar da sutileza de algumas delas, a expectativa é de que o Windows 8.1 corrija muitas das falhas apontadas pelos usuários. A Microsoft parece estar de olhos vidrados nas reclamações, o que significa que o sistema só tende a melhorar.
Mais uma vez, reforçamos que o lançamento ocorrerá no dia 26 de junho, data que acompanha o início da conferência BUILD 2013. Faremos os testes do sistema e a cobertura completa aqui no Tecmundo. Fiquem ligados!

Galeria de Imagens


Intel dá indícios de que pode fabricar smartphones e tablets


A Intel parece estar planejando dar novos passos no mundo da tecnologia. Depois de colocar seus processadores para darem vida a PCs, tablets e smartphones, a companhia parece estar planejando a fabricação de portáteis com a marca Intel.



Intel dá indícios de que pode fabricar smartphones e tablets


 O site ExtremeTech levanta essa informação após alguns movimentos recentes da empresa, ocorridos após a troca na sua presidência. Saiu Paul Otellini e entrou Brian Krzanich, e o novo CEO já começa trabalhar para fazer a Intel trilhar novos caminhos.
A primeira ação de Krzanich foi a criação da divisão de Novos Dispositivos, indicando Mike Bell como responsável pela seção. Bell já foi chefe da equipe de processadores para portáteis da Intel e, em 2012, durante uma entrevista, ele afirmou que a Intel estaria desenvolvendo o design de um aparelho para oferecer a companhias que optassem por usar o chipset Medfield. Somando as peças, os boatos ganham ainda mais força.


Portáteis da Intel vêm aí?

Voltando ao presente, a criação da divisão de Novos Dispositivos ocorre no mesmo momento em que a Intel adquire a divisão de processadores para GPS da ST-Ericsson. Falando sobre o setor recém-criado, o departamento de relações públicas da companhia foi bem misterioso, mas indicou um caminho.
“O grupo estará atarefado transformando tecnologias interessantes e modelos inovadores de negócio em produtos que dão forma e lideram o mercado”, afirma em um comunicado. O texto afirma ainda que a nova unidade manterá seu foco em tecnologias emergentes, o que inclui produtos “ultraportáteis”.
A atuação pregressa de Mark Bell também “denuncia” esse possível novo passo da Intel. Antes de trabalhar nesta companhia, ele passou quatro anos na Palm e, antes disso, 16 anos na Apple, trabalhando em produtos como iMac, Apple TV e iPhone.

Intel dá indícios de que pode fabricar smartphones e tablets
Novo presidente da Intel, Brian Krzanich, já mostra trabalho.


Aquisição da ST-Ericsson conta bastante

Especialistas colocam a compra da ST-Ericsson, que não é uma grande empresa, mas uma não tão bem-sucedida join venture entre a STMicroelectronics e a Ericsson, como outro indício de que novidades podem vir da direção da Intel.
A companhia, apontada como uma das com menor poder aquisitivo de todo o Vale do Silício, não costuma englobar outras empresas. A última aquisição envolvendo uma do ramo de hardware havia sido a pequena Infineon, uma fábrica de modens sem fio. A compra da ST-Ericsson, apesar de economicamente pequena, passa a ter um grande significado.


quinta-feira, 30 de maio de 2013

Como bloquear sites no navegador Chrome

kids_block

 Os browsers são a porta para o mundo virtual da Internet. Como sabemos, a Internet oferece bons serviços/maus serviços, boa informação e má informação.  No caso de pretenderem bloquear determinados sites no navegador Chrome, uma das soluções mais simples é recorrer à extensão Block Sites da wips.com.
Para perceberem como o Block Sites funciona, deixamos aqui um exemplo. Vamos considerar que o utilizador apenas quer dar acesso aos sites:
  • Pplware.com
  • kids.pplware.com
Para isso, deve começar por instalar o Block Site

block_site
 Depois de instalado, basta acederem as configurações da extensão e selecionar:
  • Enable Block Site
  • WhiteList (lista de sites permitidos)
  • …e depois devem indicar quais os sites que irão fazer parte da whitelist.
Uma das funcionalidades fantásticas desta extensão, é a possibilidade de definir uma password para acesso às configurações da mesma. Para isso devem activar a opção Enable Authentication e definir a respectiva password.

block_site_02

Após efetuadas as configurações anteriores é só fechar e testar. Se tentarem aceder a um site que não seja o Pplware.com  ou o kids.pplware.com, o utilizador deverá receber a seguinte mensagem.
block_site_03
No entanto, esta extensão pode também funcionar com base em blacklist. Desta forma, o utilizador apenas tem de indicar os sites ao qual o utilizador não deverá ter acesso. Por exemplo, caso pretenda bloquear o facebook.com, basta ir as opções da extensão, selecionar Blacklist e indicar quais os sites a bloquear.

block_site_04
Como viram, com esta extensão é muito simples bloquear o acesso a um conjunto de sites. Esperamos que esta sugestão seja útil para os mais diversos cenários.

Entenda como o Yahoo! consegue comprar tantas empresas

Além do Tumblr, empresa já adquiriu mais de 10 startups e ainda sonda o Hulu

Yahoo


 Se você acompanha o noticiário de tecnologia, já deve ter reparado que o Yahoo! tem aparecido muito ultimamente em razão de sua mais recente política de aquisições corporativas. A última grande peça nesse jogo foi o Tumblr, comprado por US$ 1,1 bilhão, mas depois disso a companhia já engoliu uma startup e fez uma oferta pelo Hulu.

Mas de onde vem tanto dinheiro? O investidor Eric Jackson tornou público que o Yahoo! tinha US$ 5,6 bilhões antes da aquisição do Tumblr, conforme noticiado pela Forbes. Quando a compra foi anunciada, há poucos dias, o CFO da companhia, Ken Goldman, informou que a maior parte do que se pagará pelo serviço será tirado do Alibaba.

Segundo Goldman, US$ 838 milhões sairão da empresa chinesa de internet, da qual o Yahoo! comanda 24%. O Yahoo! já teve 40% de participação no Alibaba, mas reduziu o percentual no ano passado, vendendo ações ao próprio Alibaba - que pegou dinheiro emprestado com o Yahoo!.

Isso significa que os US$ 838 milhões só se mexeram de um lado para o outro e que, na verdade, o Yahoo! tinha US$ 6,4 bilhões em caixa. Agora que comprou o Tumblr, ainda sobraram US$ 5 bilhões para outros negócios.

Uma oferta pública inicial de ações (IPO) do Alibaba é esperada para os próximos meses, então o Yahoo! pode fazer ainda mais dinheiro com os chineses, já que após a IPO terá uma participação mais líquida na empresa.

Sony lança duas TVs 4K no Brasil

Aparelhos serão mais acessíveis, segundo a empresa, que não divulgou os preços.

TV 4K da Sony

 Sony anunciou hoje o lançamento de dois televisores com resolução 4Kno Brasil. Os modelos têm 55 e 65 polegadas e chegarão ao mercado em julho deste ano, atingindo o consumidor a tempo da Copa do Mundo de 2014.

São aparelhos com painel LED 4K (3840 x 2160 pixels), cuja resolução aproximada é de 8,29 megapixels – equivalente a quatro vezes ao de uma TV Full HD. No caso da que tem 65", a capacidade ideal é atingida se o telespectador estiver a uma distância de 1,3 metro, de onde os pixels individuais não são vistos.

A companhia já havia lançado, em novembro passado, um modelo 4K 3D, mas ele tinha 84 polegadas. A intenção da Sony com os novos lançamento, segundo o gerente-geral de Marketing, Carlos Paschoal, é popularizar a tecnologia adotando "preços mais acessíveis" - que não foram divulgados.

Os televisores vêm com o processador de vídeo 4K X-Reality PRO, que possibilita visualização de imagens de forma mais fiel. Também está presente a tecnologia Triluminos Display, para reprodução de mais cores que as TVs comuns, e NFC para “One-touch Mirroring”, com o qual é possível espelhar a tela de smartphones Xperia na TV ao aproximar o aparelho a um controle remoto que é vendido separadamente.

Cisco questiona compra do Skype pela Microsoft

Empresa contesta na justiça a aprovação da Comissão Europeia à transação.

Microsoft_Skype

 A Cisco não concorda com a aprovação da Comissão Europeia em aprovar a aquisição do Skype pela Microsoft. A empresa deve tentar convencer a corte europeia de que a decisão de aprovar a transação sem concessões foi equivocada e deve ser revertida nesta quarta-feira, 29.

Segundo a empresa, que entra com recurso em conjunto com uma empresa italiana de telefonia Messagenet SpA, houve vários "erros manifestos" na aprovação da aquisição na aprovação do negócio de US$ 8,5 bilhões.

O acordo foi fechado em 2011, mas a companhia ainda tenta atrapalhar o negócio. O que a Cisco realmente quer é que sejam impostas mais sanções à Microsoft pela aquisição, que prejudica os produtos de videoconferência da empresa, já que as ferramentas não funcionam em conjunto.

A decisão, no entanto, é bem difícild de ser revertida. Como nota a Reuters, a última vez que a aprovação de uma fusão foi revertida foi em 2002, e envolvia a Sony Music e a BMG. Na maioria dos casos, a justiça decide a favor da Comissão Europeia.

Caso a Cisco não consiga o que deseja na corte geral europeia ainda caberá recurso na Corte de Justiça Europeia.

YouTube permite adicionar câmera lenta a vídeos

Serviço de vídeos do Google conta com novas ferramentas de edição


Youtube

Agora você pode criar vídeos em câmera lenta no YouTube. O novo recurso, disponível na área de edição da rede social, foi anunciado na última terça-feira. 28, pelo Google.

Com tecnologia que analisa frames para criar uma mistura na transição das imagens, o recurso consegue criar o famoso slowmotion sem depender de câmeras de alta definição.

Vídeo normal 

 


Vídeo em Câmera Lenta




A área de edição do YouTube, que permite alterar o conteúdo na própria página antes de fazer upload dos vídeos continua a crescer. Além da câmera lenta, o site conta com os seguintes recursos:

  • Auto-correção: Em apenas um click balanceia a luz e cor dos vídeos
  • Luz e Cor: permite ajustar manualmente tais elementos
  • Estabilização: Tenta diminuir o impacto de câmeras tremidas
  • Trim: Corta partes do começo ou fim do vídeo
  • Filtros: Adiciona uma série de filtros coloridos
  • Face borrada: Utilizado para proteger o anonimato de pessoas

Como obter um número próprio no Skype

Sabia que é possível adquirir um número próprio e exclusivo no Skype para que as pessoas possam ligar pra você da mesma forma que fazem para um número fixo normal? E além disso, você atende às suas chamadas no seu computador, tablet ou celular, independentemente de onde você estiver.
Além de oferecer uma grande variedade de números para você escolher, ao comprar um número Skype, você poderá escolher por quanto tempo quer tê-lo (três ou 12 meses). Isso se torna interessante para quem vai viajar e deseja reduzir custos com ligações internacionais. Também é possível adquirir uma assinatura, onde se tem descontos de 33% por três meses ou 50% de desconto se comprar um número Skype por um ano. Confira o passo a passo para obter um número Skype.
Passo 1. Conecte-se à sua conta e na seção "gerir funcionalidades", selecione "número Skype".
skype_01Selecione "número Skype" para obter um número só seu (Foto: Reprodução)
Passo 2. Clique em "obter um número Skype" e siga as instruções para concluir o processo de compra. É importante que, neste momento, você escolha o país no qual deseja obter um número próprio. Você não precisa necessariamente viver lá, no entanto, para alguns países é preciso comprovação de residência.
skype_02Escolha o país de onde será sua conta (Foto: Reprodução)
Passo 3. Escolha seu número entre as opções disponíveis ou ainda, se preferir, poderá usar sua própria combinação para os quatro primeiros dígitos. Uma busca pela disponibilidade é realizada ao mesmo tempo que são exibidos as sugestões de números para aquele prefixo.
skype_03Escolha seu número (Foto: Reprodução)
Passo 4. Escolha a periodicidade (três ou 12 meses) e a forma de pagamento. Você pode pagar com cartão de crédito, PayPal, Skrill (Moneybookers), ou usar seus créditos Skype, se seu saldo for suficiente.
skype_04Escolha seu plano e a forma de pagamento (Foto: Reprodução)
Os números Skype da maioria dos países são ativados automaticamente assim que o pagamento é processado. Mas, se for solicitada comprovação de residência antes da compra da conta, essa informação precisará ser confirmada pelas autoridades locais e, dependendo do país para o qual você usará o número Skype, pode levar de alguns dias à duas semanas. Para evitar atrasos, certifique-se de fornecer dados completos e corretos.
As assinaturas de número Skype são renovadas automaticamente, o que significa que no dia em que sua assinatura de número Skype expirar, ela será automaticamente renovada pelo mesmo período de tempo pelo qual você a comprou inicialmente. Mas é possível cancelar sua assinatura de número Skype a qualquer momento.

Orkut perde 95,6% dos acessos no Brasil em três anos, afirma pesquisa

O Orkut foi uma das primeiras redes sociais a conquistar os brasileiros e por muito tempo se manteve no topo do mercado nacional. 

orkut
 

 Mas, segundo uma nova pesquisa da Experian Hitwise obtida pelo site Olhar Digital, a rede social do Google perdeu 95,6% do número de acessos fixos no Brasil em três anos, registrando assim a queda vertiginosa do serviço no país e sua superação pelo Facebook.
Em abril de 2011, o Orkut detinha 50,51% do número de acessos no país, pouco antes de ser ultrapassado pelo site criado por Mark Zuckerberg. No entanto, no mesmo mês de 2013, esse percentual foi reduzido para 2,20%, enquanto o Facebook fechou o período com 66,54% das visitas computadas entre os brasileiros. 
Atualmente, o Orkut ocupa a terceira colocação entre as redes sociais mais frequentadas pelos usuários brasileiros, superado também pelo YouTube na segunda posição com 18,48% dos acessos fixos registrados. A plataforma de vídeos registrou um leve crescimento em comparação a 2012, quando detinha 18,22% das visitas. A rede social do Google é seguida de perto pelo ask.fm, no quarto lugar, com 2,10% e na quinta posição, pelo Yahoo! Respostas, que detém 1,80% dos acessos nacionais.

Ranking acessos rede sociais

O Google tem ainda uma outra rede social que começou a ganhar espaço entre os internautas brasileiros, além do YouTube. O Google+, que antes nem chegava a aparecer nos rankings de redes mais acessadas, atingiu no último levantamento 0,78% do total de acessos fixos.



quarta-feira, 29 de maio de 2013

Conheça um pouco mais sobre o criador do Tumblr

David Karp tem 26 anos e parou de estudar aos 15, além de ser autodidata em programação.


Conheça um pouco mais sobre o criador do Tumblr


 No começo deste mês, a Yahoo anunciou a compra da rede social Tumblr, sendo que foi necessário investir US$ 1,1 bilhão (cerca de R$ 2,2 bilhões) para que isso pudesse acontecer. O valor gasto chama a atenção por conta da alta quantia, além de ser o primeiro grande investimento da companhia desde o sistema de buscas Overture.
Apesar disso, a CEO da Yahoo, Marissa Mayer, já deixou claro que o criador do site vai continuar liderando a equipe do Tumblr e desenvolvendo a plataforma utilizada — ou seja, David Karp vai continuar com o seu cargo. Mayer também afirmou que a “divisão” da rede social vai continuar com as mesmas diretrizes e motivações introduzidas por Karp.
Contudo, o que você sabe sobre David Karp? Além de ele ser a “cabeça” por trás do Tumblr, outro ponto que chama atenção é a sua irreverência. Um dos fatos que exemplifica essa alegação é a afirmação do jovem executivo de que ele não pretendia vender o seu site e que a sua empresa cresceria naturalmente — o que não aconteceu.


Um pouco de biografia

Conheça um pouco mais sobre o criador do Tumblr 

O criador do Tumblr tem apenas 26 anos e nasceu no dia 6 de julho do ano de 1986, em Nova York. Já aos 11 anos, ele começou a se interessar por programação e começou a estudar HTML por conta própria — o que rendeu bons frutos, tanto que, em pouco tempo, ele já estava criando sites para empresas pequenas.
Como o rapaz já tinha conhecimento sobre programação e tecnologia em geral, ele começou a estudar na Bronx Science e pretendia entrar para o MIT. No entanto, quando Karp fez 15 anos, ele recebeu autorização dos seus pais para terminar os estudos em casa e sair definitivamente do colégio.
Logo depois de encerrar a escola, David decidiu fazer um intercâmbio para o Japão, época em que ele melhorou os seus conhecimentos sobre programação. Aos 21, ele voltou para os Estados Unidos e trabalhou em algumas empresas relacionadas à tecnologia, como a UrbanBaby e a CNET.
No ano de 2007, Karp lançou o Tumblr pelo nome Davidville — que também abrigava uma empresa de consultaria em Tecnologia da Informação. Duas semanas depois, a rede social já contava com 75 mil adeptos, de modo que David mudou seu nome e começou a trabalhar somente com ela, fechando seus outros negócios.


O que esperar da compra

Conheça um pouco mais sobre o criador do Tumblr

Agora, David Karp vai trabalhar com a Yahoo de forma independente, sendo que a empresa compradora prometeu não “estragar” a plataforma. Ao invés disso, o objetivo é fazer com que o site melhore e funcione de maneira cada vez mais rápida, sendo que a tecnologia para isso vai ser cedida pela multinacional norte-americana.
Em troca, o Tumblr vai aumentar em até 50% o tráfego de pessoas dentro do Yahoo. Isso vai ser feito de maneira bem simples, já que a plataforma conta com 300 milhões de visitantes únicos por mês e chega a registrar 120 mil novos adeptos por dia. Dessa maneira, o negócio tem tudo para dar certo, não é?


Estudo afirma: estamos cada vez mais burros

Com o aumento da tecnologia e, consequentemente, da comodidade oferecida por ela, a humanidade tem se mostrado mais preguiçosa e menos inteligente. 

dunce hat

 De acordo com uma pesquisa provocativa publicada na revista Intelligence, estamos ficando mais burros.

O estudo tem bases científicas e foi conduzido por pesquisadores da Universidade de Amsterdam. Dr. Jan te Nijenhuis, professor de psicologia organizacional e coautor do estudo, afirma que a humanidade está menos inteligente pois o quociente intelectual (QI) dos ocidentais caiu 14 pontos desde o final do século XIX, na Era Victoriana.
Os resultados foram conseguidos depois de realizar uma análise retrospectiva de vários artigos sobre inteligência. Foram analisados 14 estudos feitos entre 1884 e 2004. A metodologia das pesquisas era baseada no tempo de resposta a estímulos (quanto tempo uma pessoa levava para apertar um botão após disparo do estímulo). A reação é inversamente proporcional ao indicativo de inteligência de uma pessoa: quanto menos tempo ela demora a responder a um estímulo, mais inteligente ela pode ser.
O tempo de reação no final do século XIX era, em média, de 194 milésimos de segundo. Já em 2004, este tempo sofreu um aumento, resultando em 275 milésimos de segundo. O único diferencial entre as pesquisas foi a máquina utilizada, que era menos moderna do que a utilizada nos estudos mais recentes.


Fonte: http://canaltech.com.br/

terça-feira, 28 de maio de 2013

ALERTA: novos modelos de worms ( Virus ) para Skype atacam computadores brasileiros.

 As ameaças, muito semelhantes aos vírus, possuem novas características, incluindo a habilidade de "falar" português

Malware Skype

Os pesquisadores da Kaspersky Lab identificaram novos modelos de worms, que são programas replicantes muito parecidos com vírus, para Skype que visam atacar os computadores brasileiros e que possuem novas características, incluindo a habilidade de 'falar' português e de controlar os computadores infectados à distância. O Skype se tornou o principal alvo dos cibercriminosos após o fim do MSN Messenger.
Fabio Assolini, analista sênior de malware da Kaspersky Lab Brasil, afirmou em nota oficial que o novo modelo de worm está disseminando mensagens com um português não muito apurado e utilizando muitos recursos de engenharia social para se promover. "O tema da mensagem pode variar, mas sempre irá se referir a uma suposta foto. Para tornar as mensagens menos suspeitas, oslinks poderão ter no final o ID da conta do usuário no Skype, seguido de um emoticon. Outras mensagens podem ainda exibir no final do link uma falsa extensão de arquivo de imagem (jpeg, bmp, gif etc), com um texto provavelmente traduzido em serviços automatizados, o que prova que sua origem não é brasileira", explicou.
Para determinar em qual idioma a mensagem maliciosa deve ser escrita, o worm é capaz de identificar em qual região do globo o usuário está localizado e, com base em uma lista de países que inclui o Brasil, será definida em qual língua a mensagem será enviada. Os links, por sua vez, redirecionam os usuários para sites gratuitos de hospedagem como 4shared, Hotfile e outros sites legítimos que foram comprometidos para abrigar o instalador do worm, que sempre aparece como um arquivo no formato .zip.
Assim que o malware for instalado na máquina da vítima, ele solicita que o usuário forneça acesso à sua conta no Skype e, depois disso, o computador passa a ser controlado remotamente por cibercriminosos que irão utilizar o sistema e instalar bots que farão o envio de spams, realizar ataques de navegação ao sistema entre outras práticas. 
Como o worm tem a capacidade de alterar o idioma para cada região, os pesquisadores da Kaspersky Lab afirmam que o seu alcance tem sido global e que seus principais alvos são Estados Unidos, Rússia e outros países da Europa. O Brasil encontra-se empatado no terceiro lugar entre os mais atingidos pelo malware com Polônia e Ucrânia, enquanto a Rússia e a Alemanha encontram-se, respectivamente, na primeira e segunda posições do ranking.

Xbox One: 13 perguntas e respostas sobre o novo console

Esclareça as principais dúvidas sobre o console da nova geração.

Xbox One: 13 perguntas e respostas sobre o novo console

O anúncio do Xbox One foi cercado de muita polêmica. Por mais que muita gente tenha se empolgado com as novidades apresentadas pela Microsoft, a empresa conseguiu deixar os fãs cheios de dúvidas sobre o que está por vir. Perguntas não respondidas, recursos sem explicação e rumores ainda em aberto serviram para frear um pouco a animação e deixar toda a indústria com um pé atrás quanto aos planos da companhia para a próxima geração.
E boa parte da “culpa” dessa situação foi o pouco tempo que a empresa utilizou para apresentar seu novo sistema. Como boa parte do evento foi utilizada para mostrar a conectividade do aparelho com as inéditas funções de TV, muito daquilo que realmente importa para a maioria dos jogadores acabou ficando em segundo plano — ou melhor, para a E3 —, o que levantou algumas incertezas.
Xbox One: 13 perguntas e respostas sobre o novo console (Fonte da imagem: Divulgação/Microsoft)
Para deixar a situação ainda mais complicada, a própria Microsoft não colaborou, trazendo informações conflitantes ou prometendo explicar o funcionamento de alguns recursos em breve — e deixando todo mundo no vácuo. Essa falta de detalhes é terreno fértil para rumores, o que é muito perigoso a essa altura do campeonato. Prova disso é que já tivemos valores de ações despencando e dezenas de críticas a um console que mal demonstrou seu verdadeiro potencial.
É exatamente para tentar tirar um pouco dessa má impressão deixada pelo anúncio do Xbox One que decidimos trazer as perguntas mais recorrentes sobre o sucessor do Xbox 360 na tentativa de entender um pouco das estratégias da companhia e ter uma ideia do que está por vir.


1. O Xbox One vai rodar jogos usados?

Talvez a maior polêmica relacionada ao Xbox One seja exatamente a questão de uso de jogos usados. Por mais que a Microsoft não tenha tocado no assunto durante sua conferência, a discussão veio à tona em entrevistas logo após a apresentação do aparelho, ganhando volume graças às explicações pouco claras e às informações desencontradas. Como resultado, o desespero tomou conta dos jogadores.
Xbox One: 13 perguntas e respostas sobre o novo console 
E mesmo em meio a tanta confusão, uma coisa é certa: o novo Xbox vai realmente trazer uma nova política de jogos usados. O gerente de comunidade da empresa, Larry “Major Nelson” Hryb, até tentou deixar a questão em aberto, afirmando que ainda estamos a meses do lançamento e que essas políticas ainda não foram finalizadas, mas outras declarações já deixam bem claro o que podemos esperar.
Tudo começou com uma resposta evasiva do próprio Hryb. Quando questionado sobre um possível bloqueio do One a games seminovos, ele explicou que o console foi feito para permitir que os consumidores possam trocar e revender seus títulos, mas não entrou em detalhes sobre isso. O problema é que essa explicação ficou bastante evasiva e as "investigações" surgiram.
Quando questionado sobre a necessidade de pagarmos alguma taxa para ter acesso a esses jogos usados, Major Nelson explicou que você não precisa se preocupar com uma cobrança extra ao levar seu disco para a casa de um amigo e jogar conectado em sua conta. No entanto, e se eu tentar entrar em outro perfil?
A resposta definitiva veio do vice-presidente corporativo da Microsoft, Phil Harrison. Em entrevista ao site Eurogamer, ele explicou que os jogos do Xbox One contarão com um código de uso único que será associado à sua conta na Live e que é por isso que o aparelho precisa se conectar à internet pelo menos uma vez por dia.

Xbox One: 13 perguntas e respostas sobre o novo console 
Por conta disso, qualquer outra pessoa que tente usar aquele jogo em outro aparelho vai encontrar um pequeno bloqueio que só é eliminado mediante pagamento — a famigerada taxa que despertou o ódio de toda a comunidade. Em outras palavras, é como se você tivesse de comprar a licença para ter acesso ao conteúdo daquele jogo, mesmo com o disco dentro do console.
E isso fez com que muita gente desse como certo o fim da venda e troca de jogos — o chamado mercado cinza, que há tempos vem incomodando a indústria de games. No entanto, a Microsoft fez questão de acalmar os ânimos e dizer que não é bem assim e que haverá um sistema próprio que vai viabilizar isso. Alguns rumores chegaram a detalhar como isso vai funcionar, mas, até agora, não há nenhum comentário oficial sobre o assunto.
Para finalizar a novela que se formou, Major Nelson fez uma publicação em seu blog oficial para acabar de uma vez por todas as suposições criadas em torno do assunto. Em seu texto, ele confirma que o Xbox One terá suporte à troca e revenda de jogos, pois se trata de algo importante para os jogadores. Contudo, ele afirma que os rumores sobre as políticas relacionadas a isso são imprecisas e incompletas e que mais detalhes serão revelados em breve.
Xbox One: 13 perguntas e respostas sobre o novo console 
No fim das contas, ele apenas falou que nada disso é verdade, mas saiu pela tangente sem esclarecer nada. A impressão que temos é que a Microsoft percebeu que os consumidores não receberam tão bem a novidade e, por conta disso, está tentando redefinir sua estratégia enquanto há tempo.


2. Meu Xbox One vai precisar estar sempre conectado?

A polêmica sobre a exigência de uma conexão à internet surgiu antes mesmo de a Microsoft apresentar o Xbox One. E se os rumores já deixavam muita gente preocupada, a coisa ganhou proporções inimagináveis após um funcionário da empresa decidir dar sua opinião sobre o assunto. Quando Adam Orth veio defender a política do “sempre online”, a ira dos fãs mostrou que eles não querem nada disso e ainda fez com que o rapaz perdesse seu emprego.
Xbox One: 13 perguntas e respostas sobre o novo console
Skype é um dos vários serviços online do One 
E por mais que a companhia não tenha comentado nada sobre o assunto, a explicação foi dada em entrevistas seguintes. O problema é que, mais uma vez, tivemos respostas vagas que explicam menos do que deveriam e que abrem brechas para novos rumores e especulações.
A versão oficial, detalhada por Major Nelson, é que o Xbox One não precisa estar sempre conectado, embora ele precise estar em uma rede para funcionar. Por mais confuso que isso pareça ser, a razão para essa “pseudoexigência” é o uso de serviços nas nuvens, que vão trazer novas possibilidades e melhorar o desempenho do sistema.
Além disso, muitos dos recursos exclusivos — como os relacionados à TV e ao novo sistema operacional, como a própria autenticação de usuário — têm uma base online e isso faz com que o aparelho precise se conectar uma vez a cada 24 horas. Tanto que Phil Harrison comentou que, se você estiver em uma base militar ou qualquer outro lugar sem conexão, você não será capaz de usar o Xbox One. O mesmo acontece com os jogos, já que o tal código está associado à sua conta na Live.
E ao contrário dos primeiros modelos do 360, ele já vem com suporte a conexão Ethernet e a redes WiFi.


3. O Kinect precisa estar sempre conectado para o video game funcionar?


Sim. Como apresentado pela Microsoft em seu evento de anúncio do Xbox One, o novo Kinect agora é considerado uma parte integrada do sistema e, por conta disso, ele precisa estar conectado ao aparelho para que tudo funcione normalmente. A boa notícia é que ele já vem incluso no pacote, então você não precisará pagar a mais para adquirir o acessório.
Xbox One: 13 perguntas e respostas sobre o novo console (Fonte da imagem: Divulgação/Microsoft)
Além de ser muito mais preciso que a primeira versão do sensor de movimento, ele é responsável por boa parte da interação entre o jogador e o console. Isso inclui desde a autenticação visual — o One vai se conectar à Live automaticamente ao reconhecer seu rosto — até novos tipos de experiência, como o total controle da interface a partir de gestos.
Por outro lado, isso não significa que todo jogo vai exigir o periférico em sua jogabilidade. Como Phil Harrison explicou ao site Eurogamer, são os desenvolvedores que vão determinar quando o sensor deve ou não ser necessário, uma vez que o importante é que ele acrescente algo relevante à mecânica.


4. Como vai funcionar o sistema de TV no Xbox One?

Por mais que muita gente tenha torcido o nariz para a novidade, a principal arma da Microsoft para esta nova geração é a integração que o sistema terá com serviços de TV. A ideia é que o console seja, na verdade, uma central tudo em um — por isso o nome “One” — de entretenimento, unificando todas as mídias de sua sala de estar.
No entanto, isso não significa que a Microsoft criou um receptor para sua televisão. Por mais que o design do video game lembre muito um dispositivo do gênero, você ainda precisará ter um contrato com uma operadora de TV a cabo para que o sinal chegue na sua casa. O que o Xbox One vai fazer é transmitir o conteúdo enviado por esse receiver a partir de uma entrada HDMI presente no console.

Xbox One: 13 perguntas e respostas sobre o novo console 

Você deve estar se perguntando por que diabos você vai usar um segundo recurso para fazer algo que o primeiro já faz, não é mesmo? Como a empresa não quer que você desligue o console em momento algum, ela trouxe alguns incentivos para que você assista à sua novela pelo One sem cogitar ir para o “serviço tradicional”. Exemplo disso é a grande variedade de conteúdos exclusivos que o sistema oferece a partir de sua conexão à internet, além de muito material nativo.
Rumores ainda apontam que os próprios comerciais devem ser repensados, criando conquistas que obriguem o espectador a estar atento à publicidade.


5. E cadê os jogos?

De fato, a conferência da Microsoft deixou bastante a desejar em termos de anúncios de jogos. No entanto, não é porque os games tiveram pouco destaque durante evento que eles serão deixados de lado em todo o console.

A empresa já prometeu trazer muitas novidades durante a próxima E3 — que começa em exatas duas semanas —, com direito a muitos anúncios e revelações surpreendentes. Isso sem falar que o One deve receber 15 títulos exclusivos só em seu primeiro ano de mercado, o que já é um ótimo incentivo para os fãs da marca. E levando em consideração que o Xbox 360 teve poucas séries para chamar de suas, saber que a situação está mudando é uma ótima notícia.
Para saber um pouco mais sobre os futuros lançamentos do Xbox One, você pode conferir nosso artigo sobre seus primeiros anúncios.


6. Vou poder aproveitar minha biblioteca do Xbox 360?

Infelizmente, não — o que significa que você já pode procurar um novo lugar para guardar sua coleção. Segundo a Microsoft, o Xbox One foi feito para rodar uma nova geração de games e que, por conta disso, não faz sentido trazer aquilo que os jogadores já viram.

Xbox One: 13 perguntas e respostas sobre o novo console 

O vice-presidente da Xbox Live, Marc Whitten, explicou que a “culpa” disso é a nova arquitetura usada no console. Como a tecnologia usada no aparelho é completamente diferente de seu antecessor não haveria como trazer esse recurso na nova geração.
E para finalizar as esperanças de uma vez por todas, o presidente da divisão Xbox da empresa, Don Mattrick, comentou que “quem pensa na geração passada, vive na geração passada”.


7. Posso trocar o HD do meu video game?

O Xbox One virá com um disco rígido de 500 GB pré-instalado de fábrica, o que significa que você terá espaço o suficiente para instalar dados jogos por um bom tempo sem se preocupar com trocas. No entanto, no dia em que isso acontecer, você não poderá substituí-lo, já que a empresa garantiu que esse recurso não estará disponível.
Para compensar isso, o console reconhecerá qualquer tipo de HD externo que você conectar. E se lembrarmos que o aparelho já conta com entradas USB 3.0, podemos contar com uma boa taxa de transferência de dados.


8. O que mudou no controle?

O novo joystick mudou pouquíssima coisa. Seu visual foi levemente redesenhado para que sua pegada fosse melhorada — diga adeus àquele calombo na parte traseira —, suas alavancas analógicas receberam uma textura que deve tornar seu uso mais firme e o D-Pad deixou de ter os “braços diagonais” e vai finalmente favorecer os jogos de luta.

Xbox One: 13 perguntas e respostas sobre o novo console 

Talvez a maior novidade tenha ficado por conta do novo sistema de vibração. De acordo com os relatos de quem já testou o controle, ele agora possui um sistema de resposta direto nos gatilhos, o que deve trazer uma experiência diferenciada nos comandos.
Além disso, ele substitui os clássicos Start e Select pelas teclas Menu e View — uma mudança que, na prática, não fará muita diferença. Por mais que a Microsoft tenha se dado ao trabalho de explicar as funções de cada um dos botões, eles continuam funcionando exatamente como suas predecessoras.
E sim, as pilhas voltaram.


9. E os meus periféricos do 360?

Talvez a única parte ruim desta nova geração em relação aos joysticks é que ela não terá suporte aos acessórios do Xbox 360, incluindo controles, headsets e toda a quinquilharia que você acumulou nos últimos anos.


10. Qual a mídia usada?

Conforme anunciado, o Xbox One vai finalmente adotar o Blu-ray como mídia padrão, o que significa um ganho considerável em relação ao DVD do 360. Por outro lado, a Microsoft já confirmou que os jogos da nova geração terão trava de região, acabando com o sonho de muita gente de importar seus jogos da Europa ou da Ásia — uma prática bem comum atualmente.


11. O que vai mudar na Live?

Para o jogador, pouca coisa. Sua Gamertag e seu Gamersocre serão levados para a nova geração, assim como suas conquistas, e você não precisará refazer sua assinatura ou pagar alguma taxa extra. Todos os dados já utilizados na Live atual serão reutilizados na nova geração, fazendo com que a transição seja o mais tranquila possível.

Xbox One: 13 perguntas e respostas sobre o novo console 

Por outro lado, a loja deve receber algumas mudanças. As divisões entre Xbox Live Arcade e a área destinada para Games Indies deixarão de existir e farão parte de uma única área para jogos.


12. Como ficam os indies?

Outra polêmica. A Microsoft anunciou que, para um título ser distribuído na Live, ele precisa ser publicado por alguma empresa — o que, em teoria, mata o conceito de desenvolvimento independente. Isso gerou revolta entre os desenvolvedores, que criticaram a decisão por considerarem-na burocrática e restritiva. Segundo eles, a medida vai impedir que muitos bons jogos cheguem à loja por não ser possível a autopublicação.


13. Quando ele vai ser lançado? E por quanto?

A promessa é que o Xbox One chegue ao mercado ainda no final deste ano. A data exata ainda não foi revelada, mas podemos esperar algo próximo da metade de novembro, já que a ideia é bater de frente com o PS4 e, de quebra, pegar carona nas compras de Natal.
Além disso, a Microsoft comentou que essa previsão é para todo o mundo, então podemos esperar algo próximo disso também no Brasil.
O preço, por outro lado, não foi comentado.


Fonte: http://www.tecmundo.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...